Swift

Não mexe na minha internet!


Para quem não sabe, não leu ou estava apenas vendo um episódio de serie e não foi informada, a partir de 31 de Dezembro nossa Internet fixa vai passar a funcionar com pacote de limite de dados igual ao celular!

Isso mesmo, a internet da forma que conhecemos e com esse serviço péssimo, vai piorar. Mas antes de falar das mudanças feitas vamos entender como funciona o monopólio das empresas de telecomunicações no nosso país.

A Agencia Nacional de Telecomunicação (Anatel) é uma empresa estatal responsável por determinar quais empresas podem ou não atuar com o serviço de telecomunicação no Brasil, gerando assim uma falta de competitividade e de um mercado livre. Com essa falta de competitividade entre as empresas, elas não se sentem obrigadas a querer disputar um serviço com melhor qualidade ou preços uma vez que a Anatel é quem determina quem “ganha o dinheiro”  

Recentemente a Vivo, NET e Oi, três das principais operadoras de telecomunicação do Brasil, anunciaram a intenção de alterar seus planos de serviço de internet fixa que presta um serviço ilimitado tendo como diferença entre eles apenas a velocidade, oferecendo  uma franquia de limite de dados e assim que o seu pacote for atingido ele será bloqueado ou reduzido.  


Explicando melhor e usando o Netflix como exemplo, um filme em HD a partir de 720p consome cerca de 3GB por hora. Então, se você assistir 2 episodio de série por dia no final de um mês teremos gasto 180GB do pacote de dados. Se seu pacote for de 1 a 2 megas por mês por exemplo, você terá apenas 10GB por mês para usar de internet....Sentiu a dor no coração?

A grande desculpa desses provedores para implantar esse serviço é alegar que os valores de franquias que eles estão impondo são justos e que esse modelo já é utilizado em outros países como o Canadá por exemplo.

Para exemplificar melhor o que as operadoras chamam de “justo” vejam a diferença do que será oferecido no Brasil para o que já é oferecido no Canadá.





Achou justo? 

Por enquanto, as novas regras afetam apenas usuários de conexões ADSL, deixando "ilesos" os consumidores de internet por meio de fibra ótica. 

Após o anuncio desse retrocesso já está rolando uma petição que será entregue para Anatel e empresas de telefonia pedindo o cancelamento desse tipo de serviço. Assinem a petição clicando aqui e vamos nos mexer para não deixar isso acontecer.   

LEIA TAMBÉM