Swift

Crítica: Santa Clarita Diet


A Netflix, na última sexta-feira (03), lançou sua nova série Santa Clarita Diet. Apesar do gênero zumbi estar extremamente batido e gasto, a produção consegue apresentar um frescor por não se levar a sério e possuir um humor ácido. Ficou curioso ? Então venha devorar essa crítica.

Com 10 episódios, a série estrelada por Drew Barrymore e Timothy Olyphant, nos apresenta Sheila e Joel, dois corretores de imóveis, que vivem com sua filha Abby (Liv Hewson), uma vida sem emoções no subúrbio de Santa Clarita, Los Angeles, onde uma de suas maiores preocupações é o mal funcionamento de sua torradeira. Contudo, quando Sheila se transforma em uma morta-viva, a rotina desta família - para nossa alegria - muda drasticamente.


Com uma dieta nova no cardápio - que consiste basicamente de carne humana -acompanhamos a família adaptando-se ao novos hábitos alimentares de Sheila. Neste ponto que a série brilha. Adotando uma narrativa ácida e recheada de humor negro, vemos os personagens tentando entender esse novo estilo de vida, onde conversas sobre o novo corte de cabelo de JLaw são substituídas por 'Quem devemos matar ?' - no caso de Sheila 'apenas versões solteiras e jovens de Hitler'. Além disso, a constante crítica ao modo de vida americano é extremamente interessante, sendo os personagens retirados de sua bolha social e apresentados ao mundo real. 

Claro que isso não seria possível sem Drew e Timothy. Apresentando uma ótima química, os atores através de um dialogo rápido conseguem demonstrar o companheirismo do casal diante de uma crise - por mais estranha que está seja - com muito bom humor. 

Mas antes que você ache que esta é uma série normal de comédia, entenda que Santa Clarita brinca sim com o gênero zumbi, mas trás várias cenas gore e bastante palavrão. Formando um contraponto bem interessante, pois diante deste cenário lindo, claro e aparentemente feliz você irá se deparar com tripas e um dedo perdido pelo quintal. Já deixo o aviso, para quem tem estômago fraco se preparar já que há bastante sangue.


Outra grata surpresa é a presença de Skyler Gisondo, como o vizinho Eric. Sim, ele é o típico nerd desajeitado e apaixonado pela filha do casal, mas com boas tiradas e cheio de referências da cultura pop e nerd, seu personagem rende ótimas risadas.

Contudo, nem tudo são flores. Devo confessar, o que mais me incomodou durante a série foi Abby. Apesar de entender os motivos, suas atitudes com o andar da narrativa se tornaram um pouco repetitivas e francamente chatas. 

Outro fator, é que com episódios curtos o ritmo da série é extremamente rápido, mas repentinamente ocorre uma estagnada no final da temporada, o que torna o último episódio bem anti-climático.

No geral, é uma boa série de comédia que apesar de ter um tema bastante explorado, consegue surpreender e apresentar uma história original. Por isso, se você gosta de zumbis e quer consumir algo novo para satisfazer seu apetite, Santa Clarita Diet é o pedido certo para você.


LEIA TAMBÉM