Swift

Resenha: Os 13 Porquês


Treze razões para justificar o suicídio de uma adolescente, tudo isso misturado com um pouco de suspense para as pessoas possivelmente responsáveis pela consumação desse ato. Esta é a pretensão de “Os 13 Porquês” e, como as avaliações do livro estavam altas na maioria dos indicadores que conheço e todo mundo também falava positivamente da obra, eu acabei criando muitas expectativas sobre o livro. Como se a vida já não estivesse cansada me ensinar a não criá-las. Porém eu fiz e elas foram frustradas, então me acompanhe para saber os meus porquês...

Primeiramente eu não consegui engolir o drama do Clay desde a primeira página até o final do livro. Talvez o autor devesse ter contextualizado mais o personagem, antes de começar a contar as coisas, porque o sofrimento dele parece extremamente falso e o leitor fica procurando o motivo dele estar vomitando por saber que alguém fez algo ruim a outro alguém que nem era tão próximo dele. A gente só entende que o Clay gostava da garota bem depois...

Em segundo lugar, os motivos de Hannah são causas plausíveis de serem abordadas, mas acredito que o autor tenha pecado na forma de narrar, onde poderia ter se aprofundado mais em como os problemas afetavam a vida da personagem. Ficou um ar de “motivos superficiais para uma grande causa”. Faltou intensidade em como as situações realmente influenciavam os sentimentos de Hannah.

Em terceiro, algumas coisas poderiam ter sido mais exploradas, como a vida dos personagens descritos nas fitas. Será que não teria um motivo, não justificativa, para os atos daquelas pessoas? O que eles viveram e que, talvez, poderia ter levado à concretização do que fizeram? Será que eles também não tinham dificuldades em lidar com seus próprios dilemas?

Eu entendo que isso estenderia o livro e talvez tirasse um pouco de foco do tema principal, mas acredito que deixaria a obra bem mais completa.

O quarto fato é o público alvo. "Os 13 Porquês" foi escrito para adolescentes e, embora eu tenha recebido recomendações até de pessoas mais velhas do que eu, acredito que o livro possa parecer até mesmo um tanto chato para pessoas acima de 20 anos. Mas quando a gente entende isso, passa a aceitar um pouco melhor as críticas que eu abordei acima, talvez até mesmo justificando-as um pouco.

Eu recomendaria um adulto a ler esse livro caso ele tenha filhos adolescentes, caso seja professor ou lide com a garotada dessa idade em outros contextos. É sempre muito válido entender as razões que afetam esse público, que talvez pareçam bobas e até passem despercebidas aos olhos mais velhos, porém que são realmente pesadas quando se tem 15 anos. "Os 13 Porquês" é um excelente livro para ser usado como extraclasse, por exemplo. Fica a dica.

Fiquei um tanto frustrado com a expectativas para essa leitura, mas nem por isso deixa de ser uma obra realmente boa, que atinja e cause efeitos no publico destinado. Além disso, acredito que tenha valido a pena conhecer o livro, até mesmo para poder indicá-lo a outros. Por isso dou nota quatro!





Dados técnicos do exemplar lido:
Título: Os 13 Porquês
Autor: Jay Asher
Ano: 2009
Páginas: 256
Editora: Ática

LEIA TAMBÉM