Swift

Quero fazer cosplay... mas por onde começar?


Olá tripulação!

Hoje resolvi fazer um post um pouco diferente. Estamos sempre entrevistando cosplayers e eles sempre comentam um pouco como é fazer parte desse Universo, mas muita gente me pergunta como começar, onde encontrar tecidos, como fazer armaduras... O intuito do blog é sempre dividir experiências com vocês, então resolvi falar um pouco de como eu comecei a viver nesse universo.

Primeiramente é bom saber que eu não sou a mais experiente na área. Estou fazendo cosplay a apenas dois anos, tenho só três personagens (e meio hahah), mas confesso que aprendi muito nesse meio tempo e tenho certeza que todas as dúvidas de principiantes, foram dúvidas que eu já tive. Então partiu explorar esse universo juntos?

O COMEÇO


Uma das coisas mais incríveis de fazer cosplay é que você pode ser quem você quiser! Não tem dessa de “não sou da altura do personagem”, “estou acima do peso”, “não pareço com o personagem”... Se você é um dos que pensam isso, apenas pare!

Eu sempre tive vontade de fazer cosplay, mas antes eu morava em uma cidadezinha no interior de Minas Gerais e por lá não existem eventos geek. Quando mudei para São Paulo podia ter sido a chance de começar, mas a timidez e insegurança não deixaram.

Antes mesmo de começar, eu fiz um documentário para o curso sobre cosplay. Foi assim que conheci vários cosplayers, de várias idades, raças, opções sexuais e limitações físicas. Todos foram incríveis e me inspiraram muito. Só assim eu percebi que não existem barreiras para entrar nesse universo. É só querer e iniciar os trabalhos.

A ESCOLHA DO PERSONAGEM

Depois de finalizar o documentário eu já comecei a me organizar e preparar o meu primeiro cosplay. Confesso que eu ainda estava com um certo medo, sem falar na ansiedade.

Muita gente diz para escolher um personagem que combine com você, mas sou do timefaça um personagem que você realmente goste. Ser cosplayer não é apenas colocar “a fantasia”. É agir como personagem, ser como ele. E quando você é apaixonada por tal personagem é bem mais fácil você "entrar" na pele dele.

Eu nunca me imaginei como Gambit. Quanto mais eu trabalhava na produção da roupa, mais eu ficava na dúvida de como seria no dia e se eu tinha feito a escolha certa. Para quem conhece o Cajun, sabe que ele é todo cheio de si, é sedutor e tem todo um “gingado”. E olhando para mim, sou apenas uma pessoa insegura - totalmente diferente dele. Mas por outro lado, ele é um dos meu X-Men preferidos, eu sabia como ele era e como ele agia. O que faltava era a coragem mesmo.

Não estou colocando medo em ninguém, pelo contrário. Quando coloquei a roupa completa pela primeira vez e me olhei no espelho eu não era mais a Raphaela. Veio uma onda de segurança que eu nunca mais senti sem vestir aquele sobretudo (que é quente para a porra mds).

Outro ponto importante: a primeira vez (em todos os sentidos) sempre fica marcado. Então escolha um personagem que você vai se sentir à vontade. Te garanto que serão uma das melhores lembranças que você terá para toda vida.

Ah, outro ponto: se você for como eu - que sua lista dos 10 personagens preferidos são homens - não se preocupe. Para isso temos o gender bender, que já falamos sobre aqui no blog. Você pode ler a matéria clicando aqui.

A ROUPA


A primeira coisa a decidir é com quem você vai fazer: cosmaker, costureira ou você mesmo? Se você tem dom para costura, parabéns! A metade dos seus problemas quanto a gastos já estão resolvidos.

No começo, quando eu ainda não era muito por dentro das coisas, arrisquei fazer com uma costureira de confiança da minha cidade lá em Minas Gerais. Eram viagens quase todo o final de semana para provar a roupa, mas no final deu super certo!

Minha sugestão é: pegue todas as fotos de referências que você puder. Frente, costas, dos lados... Alguns colecionáveis também mostram detalhes fieis que não conseguimos ver em filmes ou desenhos.

Minha roupa do Gambit foi inspirada na versão dos anos 80. E como eu estava trocando o gênero do personagem, decidi junto com a costureira a mudar alguns cortes para deixar mais feminino. Coloquei ombreiras, fiz mais a cinturado e caprichei no cabelão com uma peruca maravigold.

Também já fiz com uma cosmaker. Na maioria das vezes, essas pessoas já estão acostumadas a trabalhar com tecidos mais chatos e já tem prática com os cortes e detalhes. Mas fiquem atentos, pesquise bastante, peça indicações para amigos. É aquela velha história de que "o santo bateu". Depois que você encontrar uma pessoa que faça o que você precise e que tenha um preço bacana dificilmente você vai trocar.

PROGRAME-SE!


A pior coisa é começar um cosplay em cima da hora. Isso vai te enlouquecer e provavelmente enlouquecer todo mundo a sua volta. Tire meses de antecedência. Coloque no papel uma data limite que você precisa para comprar tal coisa.  Imprevistos sempre acontecem! Então planeje estar com o cosplay pronto 2 semanas antes do evento.

SEJA FIEL
Lady Loki por Soji-Yarou
Você pode não parecer com o personagem, mas se fizer uma roupa bem-feita e fiel à sua escolha, tenho certeza que vai arrancar muitos elogios de outros fãs do personagem. Não tenha vergonha de fazer maluquices, caras e bocas, poses e falas. Sinta o e aja como ele. Esqueça quem você é por um momento e deixe a imaginação e sua paixão pelo personagem te guiar. Ninguém vai te julgar por isso, pelo contrário, isso só te acrescenta.

QUANTO GASTAR?


Isso vai do bolso de cada um. No cosplay do Gambit eu extrapolei, mas com o tempo eu peguei o jeito e aprendi a dosar o quanto eu podia gastar com cada coisa. E pesquise sempre!

Não comece um cosplay já visando parceria com distribuidoras para pré-estreia de filme ou para eventos. Comece pela diversão, o que vem depois é lucro.

ONDE COMPRAR?


Perucas
Eu sempre comprei pelo Ali Express. Nunca fui taxada e sempre chegaram no máximo dois meses. Os preços são bem bacanas, mas fiquem atentos em qual peruca escolher para não vir aquelas “perucas de carnaval”. Olhe sempre a classificação do vendedor e veja os comentários de quem já comprou.

Você também pode comprar por lojas físicas (indico dar uma passada na 25 de Março), lojas virtuais nacionais e até alguns grupos no facebook de vendas de acessórios para cosplay.

Lentes
Com as lentes já é mais complicado. Nunca me atrevi a comprar pelo Ali Express. Se for comprar em lojas gringas, dê preferência para as que só vendem lentes – indico a MapleLens.

Para lojas virtuais nacionais, eu sempre compro com o Edy, da Japonesque. Ele tem preços ótimos com várias formas de pagamento e entrega em mãos para quem mora em São Paulo.

Tecidos
A compra de tecidos é na base da pesquisa. Tem tecido que nem sempre é confortável – sentir calor é uma coisa que todo cosplayer vai passar.

Depois que você decidir qual tecido fica com caimento melhor, sugiro que pesquise muito. E infelizmente a melhor forma é ir nas lojas para sentir a textura e ver a cor. Para quem é de São Paulo é só ir bater perna no Brás.

Noitão X-Men 2016 - Cine Caixas Belas Artes
Fase bônus: se você quer fazer parte desse universo, converse com um cosplayer. Peça dicas, tire suas dúvidas e arrisque!

Te garanto que você sentir uma sensação que é impossível descrever. Só estando lá, todo produzido, na pele do seu personagem preferido, que você vai saber como é. E quem sabe a gente se esbarra em algum evento, certo?

Este é só uma introdução para uma série de posts que eu pretendo fazer a respeito. Se tiverem alguma dúvida é só deixar nos comentários.

LEIA TAMBÉM