Swift

As HQs do Astronauta


É certo de que ao ouvir falar em histórias em quadrinhos, rapidamente nos remetamos à Marvel ou DC Comics. No entanto, ultimamente, nós temos abordado por aqui sobre essa quebra de padrões massivos, por isso hoje eu venho falar de uma história em quadrinhos que também mora em meu coração, mas que não é muito famosa nos tempos atuais. Então afivele os cintos e me acompanhe por todo este universo que envolve as histórias do Astronauta! Um personagem que não é nada menos heroico do que os mais famosos e que tem muito a ver com o nosso blog!

Criado por Maurício de Sousa, em 1963, para competir com personagens “espaciais” de tirinhas estrangeiras, o Astronauta ficou muito conhecido nas décadas de 70 e 80, com suas publicações em jornais, onde Maurício utilizava o personagem para falar sobre assuntos de núcleos que suas demais criações, até mesmo mais famosas, não conseguiam alvejar muito bem, o que garantiu o emplacamento do Astronauta. Amém!


Eu fui — e ainda sou — um desses meninos apaixonados por ficção-científica, dinossauros, espaço sideral e é claro que eu nutria um amor muito grande por astronautas e também queria ter essa profissão quando crescesse. Diante disso, eu sempre me deliciava com as tirinhas do Astro e ficava com aquele gostinho de “quero mais” por serem tão curtas em cada edição do jornal. Quando minha mãe tinha dinheiro para comprar um gibi para mim, é certo de que eu pegava algum da Turma da Mônica que tivesse as aventuras do Astronauta! Afinal, como não amar tantas explorações pelo universo? Como não se fascinar com a chegada em outros planetas? Como não vibrar com o heroísmo de salvar a Terra de alienígenas? Como não sonhar em fazer as mesmas coisas?
Naquela época, as histórias do personagem eram muito mais recheadas de humor, o que fez ganhar meu coração, juntamente com todo o fascínio pelas novidades de seus elementos de ficção. Porém eu gostaria de manter o foco em um trabalho mais atual. Inteiramente firmado no mesmo personagem do Maurício, com toda a sua essência e características marcantes, porém desenhado e roteirizado por Danilo Beyruth, no relançamento de uma nova versão do Astronauta.


Quando eu vi aquela capa com o meu personagem tão amado, e todo aquele tom mais “adulto”, foi amor à primeira vista, com aquela segurada no ar, e eu juro que meus olhos encheram de água e quase rolou uma lágrima de emoção. “Astronauta – Magnetar” havia chegado em uma graphic novel maravilhosa e eu sou muito grato por Maurício de Sousa ter tido a coragem de emprestar seu personagem — embora eu seja muito possessivo com o Astro e prefira dizer que ele é MEU — para as habilidosas e mãos e mente de Danilo. Obrigado mesmo!


Agora eu vou explicar porque as HQs desse personagem merecem muita atenção e muito amor. Imagine o Astronauta, a sua essência de coragem por deixar toda a sua vida aqui na Terra para trás, em busca de um amor maior, motivado por um sonho. Imagine sua dor, ao perder sua amada Ritinha, devido ao compromisso com suas missões. Imagine a sua solidão por estar tão longe de casa, apenas consigo mesmo. Imagine seus dilemas e falta de motivação de vida por aqui, quando retorna à Terra entre as missões. Imagine seus sentimentos de não pertencer apenas a este mundo, e sim a algo muito maior. Tudo isso foi abordado nos quadrinhos de Maurício, mas de maneira bem mais leve, voltado para o público infantil, embora não perdesse sua excelência por isso. No entanto, a versão de Danilo trabalha os elementos com muito mais intensidade e imensa maestria, deixando para trás aquelas narrativas de menino e encaixando as histórias na vida do personagem de 27 anos — o que foi mais um motivo para eu me apaixonar, o personagem tem a minha idade! —, de maneira muito mais madura e realista, mas sem perder os elementos de ficção-científica e o tom de aventura! Fala sério, impossível não amar.


Se você é fã de ficção-científica, o Astronauta deve ter passado por sua vida em algum momento, e essa leitura é obrigatória! Mas se você não curte esse tipo de trama, leia assim mesmo porque as aventuras vão te cativar! O importante é que, independente de gostos, tenho certeza de que todo mundo se refletirá em algo da vida do Astronauta. Alguns se identificarão mais, como eu, outros menos, mas é certo de que a leitura será válida!

LEIA TAMBÉM