Swift

Hitman (2016): O assassino camaleão


Hitman, para quem ainda não conhece, é um game de ação e stealth, que prima pela variedade do modus operandi para concluir as missões. O sexto game da franquia foi produzido pela IO Interactive e publicado pela Square Enix para PlayStation 4, Xbox One, e PC em formato episódico

É um jogo que lhe oferece várias opções de finalizar o contrato. Você pode ir matando todo mundo até conseguir vencer, ou até mesmo indo furtivamente se infiltrando até chegar ao ponto de, por exemplo, envenenar a comida do seu alvo e assim completar seu propósito na missão.


Se assemelha muito ao seu antecessor, o Absolution, porém aqui aprimora mais e amplia o leque de itens utilizáveis e as maneiras de usá-los a seu favor. Há também um incremento nos mapas, que são maiores e apresentam variedade de NPCs com quais você decide se os deixa quietos, os mata ou os nocauteia.

E pelo fato de existirem vários NPCs, há várias formas de você se infiltrar no local ao roubar a roupa deles. De garçom a segurança do alvo. Isso é muito legal, você é um camaleão dentro do game.


Pelo fato de ter inúmeras maneiras de completar o objetivo, eu considero esse jogo com um excelente nível de ‘replay’, ou seja, você pode jogar duas, três, dez vezes e não repetir nenhum padrão e vencer mesmo assim. Isso é maneiro demais. Me fez querer ter o jogo, porque vou me divertir por muito tempo. Valeu cada centavo do meu dinheiro gasto na Steam.

Eu começo cada episódio do jogo querendo ser o “fantasma”, que ninguém vai ver até que eu já esteja longe, porém acontece exatamente o contrário, parece que sou o Rambo, acabo descarregando os pentes da metralhadora matando todo mundo pela frente. Hahaha.

Zerei o game, com até certa facilidade e em pouco tempo, mas como fui atirando para todo lado, terminava zerado em pontos. A partir disso, recomecei cada missão com intuito de pontuar, ou seja, cumprir meus objetivos, não ser visto, não deixar rastros. Após zerar pela segunda vez, apesar de tentar muito, estou pontuando quase nada. Nada que uma terceira ou quarta vezes não me ajudem a melhorar meu instinto de agente secreto.


Eu falo nas missões, pois o jogo foi dividido em episódios e cada um se passa em um país com uma temática diferente, mas todos têm vários NPC com inteligência artificial bem polida. Temos 6 locais:

  • Episódio 01 – Paris – França
  • Episódio 02 – Sapienza – Itália
  • Episódio 03 – Marrakesh – Marrocos
  • Episódio 04 – Bangkok – Tailândia
  • Episódio 05 – Colorado – EUA
  • Episódio 06 – Hokkaido - Japão

O estúdio que fez o game foi posto à venda pela Square Enix, e caso não consiga um comprador, é capaz de até chegar a ser fechado pelo prejuízo com os investimentos. Apesar do jogo ter feito sucesso com a crítica e ter uma sequência planejada, é capaz de não termos um novo Hitman nem tão cedo.



Nos resta esperar e torcer para que tenhamos mais games da franquia, pois não há muitos tão criativos e divertidos como o Hitman.


LEIA TAMBÉM