Swift

This Is Us: Que série!


Não é toda fall season que estreia série do cacife de This Is Us. Com um elenco homogêneo que tem uma história que converge hermeticamente, ela é com certeza uma das melhores séries da Fall de 2016, e quiçá dos últimos anos.

Já tinha mencionado ela aqui no blog neste post. E minha aposta foi muito certeira.

Produzida pela NBC, teve 18 episódios encomendados na primeira temporada e já está renovada para uma segunda. No Brasil irá estrear dia 22 de agosto às 22:45 no canal FOX Life.

Teve 11 indicações ao Emmy, inclusive ao de Melhor Série Dramática. E um detalhe curioso é que ela é a única concorrente nessa categoria que passa em canal aberto nos EUA.


Vou tentar fazer jus a ela, mas sem me adentrar muito na história, pois o que vale nela, é ir conhecendo os personagens e a trama aos poucos. 

Todo ano pego alguns pilotos de produções que estão estreando, e ano passado This Is Us foi um deles. Não sabia nem sobre o que se tratava, e foi até melhor. Ela me pegou de jeito logo após o final do primeiro episódio. Continuei a assistir, e a cada episódio eu ficava mais fascinado e apaixonado.

Justin Hartley, Chrissy Metz, Mandy Moore, Milo Ventimiglia e Sterling K. Brown
É um drama familiar, que mostra 4 histórias, alternando entre elas, no dia do aniversário de 36 anos de cada personagem. Jack (Milo Ventimiglia), Randall (Sterling K. Brown), Kevin (Justin Hartley), e Kate (Chrissy Metz).

Apresentei à minha noiva, que também ficou gamada na série, porém a gente só começou a ver juntos a partir do décimo primeiro episódio, após as “férias” de fim de ano que a série teve. Demorei a terminar por este motivo. 😅.


Posso dizer com o peso de já ter visto várias séries, da mais fraca até a mais top, de comédia à ficção científica. Daquela que todo mundo vê até a que ninguém nunca ouviu falar. Que This Is Us é uma das melhores produzidas, pois marca você a cada episódio, tratando de temas que abarcam uma diversidade enorme e que você com certeza vai se identificar com pelo menos um.

É como o banner/slogan da série diz. “Isso é real. Isso é complicado. Isto é a vida”.

Mantém um nível elevado a cada episódio que passa, que por mais que tenha algum episódio que você diga que não “andou” (que praticamente não tem), desenvolve os personagens divinamente e faz você se apaixonar, rir e chorar com eles.

Para mim o ponto forte da série é a química que exala de Milo Ventimiglia e Mandy Moore. Os dois estão demais. Não tem como descrever. Veja por si só.


O roteiro é uma coisa fora do comum, é simples e conquista você por isso. Não procura inventar muito, tendo nos diálogos um ponto forte nele.

Ao mesmo tempo é aquela série que você assiste despretensiosamente, mas você não vê a hora que ver o próximo episódio.

Dê uma chance e confira o primeiro episódio da série, que é só o que ela precisa para te 'pegar' também. Depois pode me cobrar. 😉.

Já estou completamente ansioso pelo dia 26 de setembro, data que estreará a segunda temporada.


LEIA TAMBÉM