Swift

Crítica: Depois Daquela Montanha (sem spoiler)


Um acidente acontece e duas pessoas lutam para sobreviver em meio à neve. Quantos filmes você conhece com essa trama? Pois essa é a premissa de Depois Daquela Montanha, filme que estreia amanhã e é estrelado por Kate Winslet (O Leitor) e Idris Elba (Torre Negra). E agora eu venho contar para vocês se o filme cai no clichê de sempre ou se consegue surpreender. Continue acompanhando tranquilamente, pois esta crítica não contém spoiler.


Kate Winslet dá vida à Alex, uma jornalista fotógrafa que está a caminho de seu casamento. Idris Elba interpreta o médico Ben Bass que está retornando de uma conferência médica para realizar uma cirurgia importante em seu paciente. Os dois se deparam com o mesmo problema: todos os vôos são cancelados, pois uma grande tempestade se aproxima. Alex então toma a iniciativa e propõe ao estranho que contratem um piloto de aluguel. 

O que eles não imaginaram é que um inesperado acidente aconteceria, resultando na queda do avião. Agora, os dois — e o cachorro do piloto — se encontram em uma região de montanhas, totalmente isolados e impossibilitados de qualquer comunicação com o mundo afora. Com o desespero pela sobrevivência, eles terão que confiar um no outro para enfrentar todas as dificuldades que a natureza tem a lhes oferecer, desde frio congelante, animais predadores, falta de comida, até caminhos perigosos e muito mais.

Resultado de imagem para filme depois daquela montanha

Acho que poderia ser dispensável falar sobre a atuação de Kate e Elba, pois eles são maravilhosos e quem os conhece já sabe disso, mas uma coisa que preciso comentar é a química dos dois. Por mais que o filme tenha caído no clichê, eles conseguiram convencer como casal, de forma leve e envolvente. Levaram o filme praticamente sozinhos e com muita maestria. 

O roteiro de J. Mills Goodloe (A Incrível História de Adaline) em parceria com Chris Weitz (Rogue One) acabou não trazendo nada de novo, não surpreendendo em nenhum momento. A direção do israelense Hany Abu-Assad (Paradise Now e Omar) merece elogios por ter entregue um filme dinâmico. Ele não nos deu tempo de cansar, pois em nenhum momento o filme foi arrastado, entretanto, eu senti falta de um pouco daquela tensão esperada em filmes do gênero.


Dessa forma, Depois Daquela Montanha não entrega nada de novo ou surpreendente, porém é um filme gostoso de se ver e isso deve-se principalmente à dupla magnífica que compõe o elenco — na verdade trio pois o Labrador também fez um ótimo trabalho! Aproveite o feriado e vá com a expectativa certa, assim não irá se arrepender.




LEIA TAMBÉM