Swift

Especial CCXP17: HQs nacionais que você deve conferir!


Falta muito pouco para o maior evento nerd da América Latina! É hora de arrumar a mochila, separar a credencial e viver quatro dias de muita correria e diversão. A CCXP 2017 terá inúmeras atrações essa ano, mas uma delas é extremamente especial: o Artist' Alley.

Esse ano o espaço receberá 489 artistas em 352 mesas e contará com diversos nomes. Contudo, está também é a hora de prestigiarmos o trabalho nacional. Pensando nisso, selecionei algumas obras que me chamaram atenção e que serão lançadas no evento. Vale muito a pena conferir esses títulos e quem sabe levar alguns para a casa!

3 CRÂNIOS - CIDADE ASSOMBRADA - VOLUME 1

          
Mesa: E40
Roteiro: Alexandre Cavalo Dias 
Arte: Danyael Lopes 

Publicado pelo coletivo WAW Livros, Danyael Lopes e Alexandre Cavalo se uniram para trazer uma história que envolve demônios, crimes obscuros, caçadores de monstros, barbeiros, uma bela tatuadora. Uma combinação um tanto quanto ousada e pronta para explodir, o primeiro volume da série traz um demônio terrível e uma maldição numa máquina fotográfica, tendo os 3 Crânios muito trabalho para impedir que uma maldição mate uma família inteira inocente e que o demônio continua sua sina de assassinatos.

THE FEW AND CURSED - OS POUCOS E AMALDIÇOADOS - PARTE 3


Mesa: H19
Roteiro: Felipe Cagno
Arte: Fabiano Neves


A Ruiva está de volta! Quem acompanha o blog sabe que a série é uma das minhas favoritas, tendo inclusive já feito uma resenha dos dois primeiros volumes da HQ. Na trama, estamos diante de um futuro pós-apocalíptico onde 90% da água da Terra desapareceu misteriosamente em 1840, causando graves danos ao planeta e aos seus habitantes. Agora, setenta anos após o ocorrido, com uma humanidade já acostumada à escassez e presa no século XIX, devido à falta de tecnologia e progresso, homens e mulheres apelam ao sobrenatural para sobreviver.

A terceira parte do projeto - assim como as anteriores - estarão disponíveis para venda durante o evento e se fosse você faria questão de dar uma chance a essa história.

ATÉ O FIM


Mesa: D33
Roteiro: Eric Peleias
Arte: Gustavo Borges
Cores: Michel Ramalho

A morte é o fim da vida? Esse é o principal questionamento que ronda a obra Até o Fim. Lançamento do selo Geektopia, a HQ discute o que acontece depois que deixamos esse plano. Será que simplesmente acaba ou há uma nova jornada? Esta é a mesma para todos, ou cada um tem o destino de acordo com o que acreditou durante a vida? Até o fim é uma história sobre essas possibilidades.

Na trama, Lilian e seus amigos sofrem um acidente de carro e ela faz um acordo para poder voltar à vida: precisa escolher o destino adequado para a alma de cada um dos seus amigos antes do sol nascer.

HACKING WAVE


Mesa: C04
Roteiro: Larissa Palmieri e Zaheer
Arte: Pedro Okuyama

Com a crescente nostalgia do movimento de ficção científica, mais especificamente o cyberpunk dos anos 80 e 90, surgiu Hacking Wave. Com roteiro de  Zaheer e Larissa Palmieri e arte de Pedro Okuyama, o projeto é uma HQ para fãs de Akira, Ghost in The Shell, Blade Runner, Robocop, Rock and Rule, Redline, Serial Experiments Lain, Aeon Flux, Animatrix, Juiz Dredd, Batman.

Em um mundo dominado pela tecnologia e por superpopulações, pessoas vivem suas vidas oprimidas pela desesperança de um futuro sem perspectivas. O que aconteceria, no entanto, se esses indivíduos fossem capazes de mudar totalmente a sua realidade acessando de maneira alternativa todo esse universo digital?

NEVER DIE CLUB


Mesa: E12-13
Roteiro: Marcello Fontana
Arte: Thony Silas
Cores: Paulo Torinno

O projeto é um thriller de ação com foco em uma guerra silenciosa que é travada há séculos entre imortais e herdeiros de uma ordem medieval. Mas seria a imortalidade real ou apenas uma metáfora para um grupo que há séculos subjuga secretamente a humanidade?

Em meio à guerra estão nossos personagens centrais: Tristan, o propositadamente ineficiente hitman dos imortais e Vênus Garden, uma imortal que pretende viver uma história de amor com um cara normal. Mas este tabuleiro tem mais do que espaços pretos e brancos. Nem sempre as peças se movimentam conforme as regras e apenas um peão pode mudar todos os rumos da partida. Um triângulo de amores, traições e vinganças se fecha nas ruas de Havana, Amsterdam, São Paulo e Paris, mostrando que, no Never Die Club, viver para sempre pode ser um fardo pesado a se carregar.

A HERANÇA BECKER


Mesa: E23
Roteiro: Magno Costa
Arte: Marcelo Costa

Lançamento da Zarabatana Books, o título é o novo trabalho dos irmãos Costas - conhecidos pelos premiados Oeste Vermelho e A vida de Jonas - . Em A Herança Becker estamos diante de uma história sobre ódio, medo e vingança. Mas também sobre família, perdão e – por que não? – amor. A HQ traz a saga de três irmãos lutando contra o passado – e com as decisões que tomaram na vida –, que agora retorna para assombrá-los.

MORRER DE AMOR E CONTINUAR VIVENDO


Mesa: H03
Roteiro e arte: Lorena Kaz

Morrer de Amor e Continuar Vivendo traz 64 histórias em quadrinhos da ilustradora Lorena Kaz, onde os mais variados temas são abordados como autoconhecimento e relacionamentos, além de outros mais profundos, como dependência emocional e empoderamento feminino. A HQ nasceu do projeto criado por Lorena há quatro anos – uma série de HQs sobre cotidiano e pressões sociais – retratadas a partir de sua própria experiência.

DOPPLER


Mesa: H05
Roteiro: Rainor Marinho
Arte: Doug Lira e Rafa Louzada

Doppler é uma obra de ficção em quadrinhos contendo duas histórias diferentes, desenhadas por dois ilustradores diferentes, mas que se passam no mesmo universo. Na trama, um vírus alienígena que se desloca através das ondas de rádio, chega à terra e se espalha rapidamente pelos computadores e demais aparelhos eletrônicos, graças ao cenário hiper conectado em que o planeta se encontra. Influenciado pelo conteúdo da internet, o vírus é transformado pelo ódio, preconceito e tudo o que há de mais podre na humanidade e usa seu total controle das tecnologias para colocar em prática tudo que aprendeu.
Uma maneira poética de mostrar, através da percepção humana de como as ondas sonoras se propagam, como a humanidade lida com os acontecimentos capazes de mudar completamente as suas vidas. Neste caso, as vidas dos nossos personagens.
 DEVORADOS


Mesa: B10
Roteiro: Erick Santos Cardoso e Cirilo S. Lemos
Arte: Marcio R. Gotland

Lançamento da Editora Draco, a HQ acompanha Duran Draconian, um nobre que não poupará esforços para recuperar a honra de sua linhagem decadente. Para proteger sua esposa e bebê, ele enfrentará um ritual arriscado para entrar para a dragonaria rubra, uma força de elite que sobrevoa os campos de batalha aplicando a justiça dos homens. Este futuro pai e guerreiro superará obstáculos intransponíveis, forjará um elo inquebrável de sangue com um réptil alado selvagem e, ao encarar o seu monstro interior, descobrirá o preço definitivo para a vitória.

A SAMURAI: PRIMEIRA BATALHA


Mesa: F16
Roteiro: Mylle Silva
Arte: Renata NolascoMary CagninChairim ArraisMá Matiazi e Jéssica Lang

Spin-off de A Samurai, aqui estaremos diante de uma Michiko iniciante e inexperiente. Na trama, nossa protagonista é uma jovem que foi vendida ainda bebê para o okiya (a casa das gueixas) para ser treinada como uma delas. No entanto, seu maior sonho é encontrar a verdadeira família e, para realizá-lo, ela decide quebrar as regras da sociedade japonesa, estratificada e machista, para tornar-se uma samurai.

Diante disso, acaba ingressando para o exército do daimyou (senhor feudal) Toyotomi. E, antes mesmo que ela pudesse refletir sobre como agir, a samurai iniciante é colocada em uma arriscada batalha que trará consequências irreversíveis para a sua vida.

JÁ ERA


Mesa: D19
Roteiro e Arte: Felipe Parucci

A segunda HQ de Felipe Parucci é uma dramédia psicodélica em quadrinhos que retrata uma sociedade tomada pela ansiedade de evoluir, prosperar, lucrar. E sobre uma garota que cansou de tudo isso. Regina é uma publicitária que trabalha muito, mas ganha pouco. Suas interações sociais são extremamente tediosas e vive em um mundo repleto de piras erradas. Cansada de seu cotidiano decepcionante e com um empurrãozinho do destino, ela vê a oportunidade de comprar um barco e sair navegando sem rumo, em busca de uma razão de existir. Entretanto, as ondas do destino acabam levando Regina para uma viagem surreal e ela encontra a oportunidade de mudar o nosso mundo. Ou só o mundo dela? 


Essas foram minhas dicas tripulação. Espero que tenham curtido e nos vemos na CCXP 2017! Câmbio e desligo.

LEIA TAMBÉM