Swift

Porque você deve assistir Mulheres Divinas


Estreou dia 14 de dezembro nos cinemas o filme Mulheres Divinas. Indicado da Suíça para o Oscar na categoria Melhor Filme Estrangeiro, a produção que conta a jornada das mulheres de um pequeno povoado e sua luta pelo direito ao voto é uma ótima escolha para você que quer assistir um filme com conteúdo e que irá lhe fazer rir e se emocionar. Pensando nisso, ao invés de escrever uma crítica, listei abaixo alguns motivos para convencer você, tripulante, a participar desta jornada.

Personagens Cativantes

Mulheres Divinas possui um elenco fantástico. Apesar de Nora ser nossa guia nesta jornada, a cada passo dado conhecemos novos personagens que de alguma forma o público irá se correlacionar. Estamos diante de um diverso grupo de mulheres que se uniram por um único propósito: de que sua voz fosse ouvida.

Sim, estamos diante de um filme sobre o sufrágio feminino suíço, mas também, de frente com uma história de aceitação, descoberta, irmandade e coragem. Através de Nora, Theresa, Vroni, Graziella e outras tantas, mergulhamos nesta trama onde vemos personagens quebrarem seu silêncio e vocalizarem suas opiniões e lutar por aquilo que acreditam. Cada falha, acerto, dúvida, amadurecimento é passado em tela, fazendo com que o público cresça e embarque  juntamente com elas nesta jornada pela igualdade.

A Relevância de sua História

A luta pela igualdade até hoje é algo que não alcançamos plenamente e ainda há muito a ser discutido. Sendo assim, uma produção sobre o movimento sufragista feminino e a luta pelo direito a voto adquirido finalmente em 1971 pelas mulheres suíças é algo extremamente relevante na situação atual em que vivemos.

Não preciso elencar que estamos vivendo um período extremamente turbulento seja político ou social. Sendo a igualdade uma palavra um tanto utópico diante de nossa realidade, porém não impossível. A verdade é que Mulheres Divinas é um filme que nos faz lembra que ainda há chance para revertermos tais situações. É um filme que inspira a você ser melhor e a lutar pelo progresso, inspirando pessoas. Como dito pela própria Petra Volpe, diretora e roteirista do longa, estamos diante de um filme sobre democracia e coragem civil.

Uma Boa Dose de Humor

Sim, estamos falando sobre um assunto extremamente complexo. Contudo, um dos acertos do filme é utilizar o humor em momentos chaves da trama. Não me entendam mal, o filme possui uma carga dramática mas sabe alternar entre os gêneros.

Como disse anteriormente, o que faz Mulheres Divinas ser apaixonante são suas personagens e o relacionamento entre elas. Simultaneamente vemos esse grupo de mulheres lutando pelo direito a voto, assim como, suas interações e seu cotidiano. Proporcionando ótimos momentos - uma menção honrosa a atriz Sibylle Brunner (Vronni) que irá fazer você dar boas risadas e é definitivamente um dos destaques da produção.

Saia da sua Zona de Conforto

Essa dica é válida até para mim. A verdade é que natural consumirmos coisas pelas quais nos identificamos, porém vire mexe deixamos algumas experiências passarem por conta deste hábito. O cinema estrangeiro é riquíssimo e possui lindas produções, por isso digo com a maior certeza do mundo de que vale a pena se jogar nessas águas desconhecidas. Saia da sua zona de conforto e se depare com preciosidades como Mulheres Divinas!


Espero que tenham gostado da matéria e que tenha desperto em vocês, caros tripulantes, o desejo de conhecer essa deliciosa produção.

LEIA TAMBÉM