Swift

Resenha: A (R)Evolução das Mulheres

 

Desde que a editora Plataforma 21 anunciou que lançaria no Brasil o livro "A (R)Evolução das Mulheres", escrito pela autora Mindy McGinnis, eu fiquei com muita vontade de ler. O título e a capa do livro chamam muito a atenção e prometem uma história forte e bastante reflexiva. 

Narrado em primeira pessoa, e com os capítulos intercalando entre os personagens, em "A (R)Evolução das Mulheres" conhecemos Alex Craft, uma garota que após perder sua irmã mais velha, vítima de um assassinato, jurou que se vingaria. Agora Alex, é uma pessoa movida à raiva e que observa o mundo do lado fora. Ela não consegue mais se conectar com as pessoas, e vive dia após dia prestando muita atenção à sua volta, esperando pelo momento certo para atacar abusadores, como o assassino de sua irmã. 

Todo esse muro que Alex construiu em volta de si, acaba sendo derrubado quando ela se aproxima de Jack e Efepê, duas pessoas que fazem Alex refletir sobre o que ela se tornou e sobre como ainda pode haver esperanças no mundo, mas apesar disso, a garota ainda abriga dentro de si, uma fera movida a ódio, que só sabe se comunicar com violência. 

"Uso minhas marcações para ir de um lugar para o outro. Ver evidências das minhas pequenas rebeliões, pontos onde pude pôr minha ira para fora, causando impacto no mundo à minha volta, sem mais ficar seguramente guardada dentro de mim. Minha vida é feita desses mapas minúsculos, meus caminhos são sempre os mesmos, à medida que me movimento em uma área restrita, a única que deveriam permitir-me conhecer. Aqui minha violência está por todos os lados. E eu gosto disso."

Confesso que antes de ler eu imaginava que a história seria diferente, me surpreendi muito quando comecei o livro. Eu esperava sim uma história forte, só não imaginei que seria tão impactante assim. Nossa protagonista é uma garota que carrega muita escuridão dentro de si, ler os capítulos narrados por ela não foi uma tarefa muito fácil, a autora fez um trabalho tão bom que conseguimos sentir toda a dor e revolta da Alex, a vontade que dá ao ler é de abraçar a Alex e tentar mostrar para ela que sabemos o quanto é difícil, mas que estaremos sempre ali. 

Eu gosto muito quando consigo me conectar com os personagens de uma história, acho isso extremamente importante para entender e absorver o que o autor quis passar. E em A (R)Evolução das Mulheres, eu consegui me conectar com todos os personagens, essa escolha de intercalar os capítulos entre eles foi uma ótima decisão, assim conseguimos entender o que cada um está sentindo e pensando em relação a todos os acontecimentos. 

Mas apesar de o livro ter me ganhado, devo confessar que não foi uma leitura nada fácil de se fazer, tive que parar de ler várias vezes, pois a autora aborda temas extremamente importantes de uma maneira muito real que muitas vezes choca. É um livro que não tem medo de falar sobre os abusos constantes que nós, mulheres, sofremos todos os dias, sobre o quanto s nos preocupamos com a imagem que passamos por medo de sermos mal interpretadas, sobre como nosso corpo é visto como um objeto e isso faz com que pessoas mal intencionadas se achem no direito de tirar proveito.  

"E começo a chorar de novo. Porque não é um arranhãozinho minúsculo, sei disso. As partes mais macias da minha pele foram arranhadas pelas unhas sujas de um desconhecido."

Não quero e nem vou entrar em muitos detalhes sobre essa história, pois qualquer coisa que eu fale acabará sendo um grande spoiler. Tudo o que posso dizer, é que este livro é muito bem escrito e vale muito a pena ser lido. É uma história forte, que nos faz refletir e que com certeza vai te fazer pensar muito sobre a importância do feminismo.  

Para concluir, "A (R)Evolução da Mulheres", é um livro necessário, e que cumpre muito bem com o que se comprometeu a fazer. Com certeza irei atrás de outros livros lançados pela autora! E vocês, já leram? Contem aí pra mim o que acharam da história! 




Título: A R(E)volução das Mulheres
Autora: Mindy McGinnis
Editora: Plataforma 21

LEIA TAMBÉM