Swift

Resenha: Você


Não é nenhuma novidade a minha grande paixão pelos thrillers, certo?! E quando a Rocco anunciou “Você”, a promessa da sinopse me conquistou de primeira!

Já começando com uma característica que foi um ponto muito alto para o livro, é que a narrativa é toda em primeira pessoa, pela visão do protagonista. Até aqui, nenhuma novidade, não é mesmo? Porém o protagonista, dessa vez, não é o mocinho da história! Sim, o thriller é narrado pelo “vilão”.

O nome dele? Joe. Que se apaixona por Beck, quando ela passa pela livraria onde ele trabalha — ah, as livrarias e seus conteúdos apaixonantes. O problema é que o cara começa uma perseguição doentia pela garota e chegará a fazer coisas terríveis para descobrir tudo o que quer e conseguir se aproximar de Beck.

A personalidade de Joe é muito importante para o sucesso do livro, uma vez que ele é sarcástico, obsessivo e doentio — tudo ao mesmo tempo. Muitas vezes o leitor irá rir com os atos do personagem, mas irá se arrepender logo após, ao perceber que está rindo de algo assustador, na realidade.

E por falar em realidade, aqui está outro ponto positivo de Caroline Kepnes. Todos os atos dos personagens, são extremamente passíveis de reprodução na vida real, o que torna a experiência da leitura muito mais imersiva e prende muito o leitor.

Mas o livro é uma obra excelente, então temos mais pontos positivos, e para justificar isso, os demais personagens da história também são muito bem trabalhados. Como Beck, que deveria ser apenas a vítima, mas que não é exatamente aquilo que o leitor pensa que é, em um primeiro momento. E dessa maneira, a autora vai manipulando nossas certezas e desconstruindo o que achamos que vai acontecer pelo decorrer das páginas.

Uma leitura no mínimo viciante, que prende qualquer um até o término. Sempre recheada de sarcasmo, mistério e obsessão.

Um thriller bem diferente do costumeiro clima macabro que esse gênero costuma apresentar, e que vale muito a pena ser lido — exceto por aqueles que têm alguma tendência a se sentirem perseguidos.

LEIA TAMBÉM