Swift

Crítica | Homem-Formiga e a Vespa



Olá AstroNauTaS, hoje lhes trago uma das melhores sequências da Marvel. Não acredita? Senta aí e embarca nessa comigo.

A expectativa para Homem-Formiga e a Vespa não era tão grande, visto que este filme da Marvel é o primeiro após os acontecimentos do Vingadores: Guerra Infinita. Então, se você vai ao cinema querendo respostas ou sequência para o filme dos Vingadores, esqueça, porque você vai se decepcionar. Agora, se está atrás de um filme fechadinho, conciso, divertido, despretensioso, sendo uma continuação do primeiro Homem-Formiga, vai na fé. Não irá se decepcionar.

Nós sabemos que o Scott Lang (Paul Rudd) não estava nos eventos de Guerra Infinita, pois descumpriu as regras impostas após os acontecimentos do Capitão América: Guerra Civil, e estava em prisão domiciliar, e partindo dessa premissa é que Homem-Formiga e a Vespa começa.

Scott está fazendo de tudo para cumprir os termos de sua prisão para sua vida normal e assim retomar o relacionamento com a filha em sua plenitude. Sem contar que não podia entrar em contato com Hank Pym e Hope Van Dyne, pois eles ainda estavam fugindo da polícia.


Não irei adentrar muito na trama, pois iria dar muito spoiler do longa. Irei dizer que os antagonistas entregam muito bem os seus papéis. Cada um tem sua motivação e fazem de tudo para alcança-las. Destaque à Hannah John-Kamen que está demais. Gostei muito.

Michael Douglas continua muito bem na sequência, aparentando estar gostando de fazer parte do MCU. A química entre Paul Rudd e Evangeline Lily está mais apurada nesse filme, tanto as cenas de ação quantos as de comédia estão maravilhosas. E que adição ao elenco foi a Michelle Pfeiffer! Casou muito bem com esse núcleo.

Não posso deixar de falar do elenco de apoio, liderado pelo Michael Peña. Que ator, que veia cômica. Uma das melhores coisas do filme. David Dastmalchian e T.I. compõe o trio que trabalha com o Paul Rudd. E a parte do “Baba Yaga” é hilária.


Como disse o filme não tenta ser mais do que é, mas entrega tudo o que promete, mantendo a fórmula "segura" da trama anterior e sendo, em essência, um filme de comédia com pitadas de ação. E no fundo, bem pequenininho — quanticamente falando — um filme de sci-fi. Na verdade, Homem-Formiga é permeado de ficção científica, se pararmos para analisar o ambiente, mas isso nunca foi o foco nas adaptações para as telonas.

Explanado tudo isso, se você ainda está com vontade de ir ao cinema, vá correndo agora, porque a diversão é garantida. E depois volta aqui para nos contar o que achou, combinado?
Por hoje é só e até a próxima. o/

Dica: Temos duas cenas pós créditos e, sendo sincero, só espere pela primeira e deixe a segunda para assistir no Bluray.


LEIA TAMBÉM