Swift

Crítica | Hotel Trânsilvania 3: Férias Monstruosas


O primeiro filme da saga de Hotel Transilvânia chegou de fininho e encantou um grande número de pessoas. Mostrando a vida do Conde Drácula - ou apenas o Drac, como pai solteiro cuidando de sua filha, Mavis, após o falecimento de sua esposa. Nisso temos o desenrolar do convívio entre humanos e monstros, tanto no primeiro filme, quando no segundo. E agora chegamos ao terceiro ano do filme com os monstros tirando férias em um cruzeiro monstruoso. 

Após Drac perceber que sente falta do "tcham" - que seria o amor a primeira vista dos monstros - sua filha acredita que todos estão muito cansados de cuidar do hotel e decide fazer surpresa levando todos para tirar férias em um cruzeiro de monstros. E é lá onde Drac conhece a comandante do barco, Ericka, que mostra interesse pelo vampiro, mas que esconde algo muito surpreendente sobre seu passado.

O filme começa de forma muito interessante, mostrando que no passado Drac e outros monstros eram perseguidos por várias pessoas da família, Van Helsing, sendo o último o estranho, Gabriel Van Helsing. E então chegamos ao futuro, onde se iniciam as férias.


A dublagem continua como sempre muito impecável, seja em português ou inglês, mostrando como a voz faz sempre uma grande diferença nas animações, sendo algo MUITO importante. A história que eles trazem esse ano é super divertida - tanto para as crianças como para os adultos. A animação e o traço parece que fica cada vez melhor com o passar do tempo, sempre colocando cada vez mais detalhes que nos deixam felizes ao assistir, dando aquela felicidade para os que amam o gênero. 

O plot - óbvio - da personagem de Ericka não surpreende tanto, já que nos trailer sabemos muito bem quem ela é, e o que pretende fazer com os monstros. Mas entendemos como caminha o filme, pelo fato de se tratar de um filme infantil, onde não precisam existir "super" reviravoltas e coisas absurdas de drama.

E algo que acaba incomodando um pouco é o começo do filme com Drac, que acaba agindo de forma muito caricata e até mesmo irritante, mas que muda bastante após chegar ao cruzeiro. Mas o que posso dizer que faz o filme ser incrível é a batalha de DJ's contando com músicas como Macarena, o maior chiclete musical que já existiu e o avião comandado por Gremlins.

Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas ganha de novo por trazer uma animação divertida e mostrando como os monstros podem ser iguais aos humanos - tendo família, emprego e seus medos - e que a união pode ser sempre melhor do que viverem em briga.



LEIA TAMBÉM