Swift

Universo Cosplay | Gih Zanettim


É isso mesmo que você está vendo... O Universo Cosplay voltou! Ouvi um "amém"? Depois de um leve hiato com essa tag, voltamos a programar a nossa nave para muitas  viagens através desse universo, e no caminho, claro, esperamos sempre encontrar pessoas maravilhosas e talentosíssimas - que são tantos adjetivos que pode dar até bug no sistema! E para comemorar esse retorno, cruzamos nosso caminho com o da Gih, que podemos dizer que é uma "old school" do cosplay. Então, para quem está começando, contemple toda essa experiência!

E.A: O que te motivou a começar a fazer cosplay? 
GIH: Eu comecei cosplay em 2008. Foi através dos amigos da faculdade, frequentei alguns eventos e curti. Eu fazia faculdade de moda na época também. Foi engraçado! Sempre fui nerd, mas nunca usei o termo. Na faculdade, andando com o pessoal de design de games, me encontrei. 
Eu tinha uma amiga na época que disse que seria legal de fizéssemos Tempestade e Jean Grey para um evento e apresentar. Ela nunca fez o cosplay e eu nunca me apresentei! Rsrs.


E.A: Você faz cosplay a bastante tempo, né? Como foi para você no começo?
GIH: Pois é, to batendo ai meus 10 anos de cosplay! (omg, revelando a idade!!!). No começo eu não sabia muito como funcionava, achava que tudo era importado. Sorte é que com o técnico em moda e a faculdade, existia uma loja de fantasias no meu bairro que confeccionada uns looks pra mim quando eu tinha trabalhos pra entregar, fui lá e fiz minhas duas primeiras fantasias. A primeira Tempestade e a primeira Vixen
A Vixen aliás é um cosplay que me serve até hoje! A peruca, comecei com aquelas péssimas da 25 de Março, mal feitas. A lente, vou admitir o erro, peguei emprestado (CRIANÇAS, NÃO FAÇAM ISSO EM CASA).

E.A: Você acha que o universo cosplay mudou muito de lá para cá? 
GIH: Acompanhei algumas fases diferentes, mas sim, sinto que mudou muito, mas piorou muito e segregou. Não somos mais tão jovens para discussões tão bobas que vemos até hoje. Quem sobrou se esconde ou segrega em grupos bem “exclusivos” para ainda viver o hobby em paz. E para mim, não tem nada de errado nisso!

E.A: Quais os critérios você usa na hora de escolher um personagem. Quais são seus cosplays preferidos. 
GIH: Tenho total uma questão de afinidade! Embora receba indicações, eu sempre pego pela afinidade. Porém, eu gosto, por uma questão de pregar a representatividade, fazer personagens que são negros, trazem força, trazem uma carga bem legal! 
Eu sou apaixonada pela Tempestade e todas as versões que fiz dela, e pelo meu gender bender do Luke Cage (foto capa).

Gih de Vixen a esquerda e de She Hulk a direita.
E.A: Você já sofreu algum tipo de preconceito no meio? 
GIH: Conheça a Gamora gorda que você respeita!!! Não, pera….  Sim, pois é... na época de Vingadores 2 eu fiz uma ação em um cinema e fui de She Hulk, para representar o Hulk. E desde a interação com o público, até muitas semanas depois por internet, tudo que recebi foi uma série de ofensas por ser gorda, pela minha Gamora estar gorda e feia, por ser tão feia quanto a Fiona do Shrek, confesso que desde aquela época, a She Hulk anda meio engavetada.

E.A: Você também é jurada de concursos cosplays em alguns eventos, certo? Como é isso para você? E o que você mais observa na hora de dar sua nota. 
GIH: Jurada mesmo eu só fui duas vezes. Não é umas das situações mais convencionais pra mim, pois como eu não sou muito conhecedora do universo oriental, eu me sinto as vezes meio perdida, então eu me foco no que eu tenho mais noção, como finalizações de roupa, considerando toda época de moda, e como a performance de palco afeta o público. Porém, apresentando palco, são 10 anos!


E.A: O que você diria para quem está começando agora? 
GIH: Para quem está começando, regra principal, SE DIVIRTA, isso vem acima de tudo! Cosplay é um hobby, para alguns, trabalho, mas se você não tiver amor com o que está fazendo, nem vale a pena começar! Dica 2: seu cosplay nunca estará perfeito, e isso não é um impedimento, nós queremos sempre fazer mais e mais, então curta cada modificação que você realizar. 

E.A: Tem novos projetos de cosplay para esse ano que você pode contar para gente? 
GIH: Tem sim, agora sem as tranças, tudo ficou mais fácil pois posso voltar a usar peruca e fazer uns testes loucos. Posso contar que teremos uma nova versão da Tempestade que eu espero que saia pro final do ano, a finalização da minha Symmetra de Overwatch. <3


Você pode encontrar a Gih no Comics Cosplay BR, curta: www.facebook.com/comicscosplaybr


Quer aparecer no aqui do blog?
Mande um email para contato@euastronauta.com.br com o assunto Universo Cosplay. Conte-nos brevemente sua história com este universo e mande algumas fotinhas. Depois é só esperar nosso contato! :)

LEIA TAMBÉM