Swift

The Walking Dead is back | O que achamos do primeiro episódio



Com a notícia de que o personagem Rick Grimes (Andrew Lincoln) iria deixar a série criou-se uma expectativa do que realmente iria acontecer com o personagem na trama, se iriam matá-lo, ou se irão usá-lo em uma futura última temporada. Nada disso é discutido pelos produtores e o primeiro episódio da nona temporada de Walking Dead mostra qual será o caminho traçado na nova empreitada.

Há uma clara mudança no rumo dos personagens, principalmente de Maggie (Lauren Cohan) e Daryl (Norman Reedus). Ambos estiverem no escanteio nas duas últimas temporadas. Maggie ainda se prendia em uma possível liderança de seu grupo, mas Daryl se tornou uma espécie de garoto de recados, sem função, sem personalidade e sem importância. Houve uma mudança em seu personagem que fez com que este ficasse sem brilho, além de terem tirado a revolta que apresentou nas primeiras temporadas.

Diante disso, posso dizer que que um dos um dos principais acertos do primeiro episódio da nona temporada foi a mudança do arco do personagem ao direcioná-lo para uma futura liderança com a saída de Rick. Ao término da oitava temporada já havia indícios de Darly sendo mais atuante em cena e com a nova temporada o roteiro continuou a desenvolver este arco para o personagem.

créditos: Canal FOX

O mesmo acontece com Maggie que era uma personagem importante, mas pela falta de foco dos roteiristas acabou sem função na sétima e oitava temporada.  Nos últimos minutos desse primeiro episódio ficou claro que houve outra mudança positiva, não apenas no sentido de buscar criar uma nova ordem social, mas de não permitir que mais ninguém interrompa suas decisões, sendo elas erradas ou não, algo que Rick também não permitia que acontecesse sempre que era questionado sobre algum ato que iria praticar.

Houve uma época em que a série se segurava demais na imagem de Rick, e isso ocorreu até a sexta temporada, mas antes disso já estava em queda sua força em conseguir segurar toda a trama sozinho. Desde que Negan apareceu Rick perdeu muito da sua importância. Negan é um personagem muito mais interessante e se mostrou muito mais importante (mesmo sendo um vilão) e isso foi enfraquecendo o personagem cada vez mais, tanto que houve rumores de que Negan seria o cara que poderia ficar no lugar de Rick

Nesse primeiro episódio é clara a intenção do roteiro em tirar o foco da história em Rick, ele ainda apresenta uma liderança que é a mesma da oitava temporada, com a diferença que alguns personagens começaram a questioná-lo com mais freqüência

créditos: Canal FOX

Outra questão que prejudicou bastante a série foi o fato de ter deixado os zumbis de lado e ter focado em dramas pessoais e nas guerras entre humanos. Em primeiro momento até que faz sentido, mas depois de um tempo encheu a paciência e parece que agora estão tentando desfazer toda bobagem que criaram até o momento. Os zumbis ganharam um pouco mais de destaque, não o suficiente para uma série de zumbi, mas já teve mais tensão, principalmente na cena do museu. A torcida é que esse seja o mote dessa temporada, isso até a chegada da vilã Alpha e aí uma nova guerra deverá vir pela frente.

Com pouca ação e maior foco nos diálogos, o episódio se mostrou bastante arrastado, mas não monótono e com a diferença que estão tentando dar maior rapidez para as conversas, algo que também se tornou rotina na série, às vezes colocam diálogos desnecessários e que não acrescentam em nada. Neste primeiro episódio tentaram dar maior foco no que era dito pelos personagens que acrescentasse algo para a narrativa.

É de se esperar que esse episódio seja um recomeço e que realmente tente fazer algo de diferente do que havia sendo feito e sem enrolação, com mais ação e suspense, algo que atrai todos os fãs do gênero terror e que a série perdeu com o tempo.

LEIA TAMBÉM