Swift

Resenha | Uma dama fora dos padrões


Preciso admitir que sou novata quando se trata de romance de época. O primeiro que li, foi “Perdida” da Carina Rissi, e mesmo assim não era totalmente de época, já que a protagonista sai do século XXI. Pois bem, todos falavam muito da rainha do romance — Julia Quinn — e há muito eu estava curiosa para conhecê-la. Quando foi lançado o título “Uma dama fora dos padrões”, e meus amigos, quando se trata de fora dos padrões, já chama minha atenção. Por isso devorei esse livro e estou aqui para contar o que esperar desse romance. 

Nossa dama se chama Billie Bridgerton, uma solteira de vinte e três anos que não está nem um pouco preocupada em encontrar um noivo. Até mesmo porque, ela sempre se imaginou casada com um de seus vizinhos, os irmãos Rokesbys, Edward ou Andrew, já que foram criados juntos como uma grande família por serem todos da mesma faixa etária. Exceto por George, que por ser mais velho já carregava a responsabilidade de futuro herdeiro. 

Billie nunca se comportou como uma dama daquela época “deveria se portar”, e isso de certa maneira sempre irritou George que era um perfeito cavalheiro. George por sua vez sempre pareceu aos olhos de Billie um extremo arrogante, fazendo com que os dois sempre tivessem uma implicância com o outro, mantendo então uma distância segura. 

Até que um dia, Billie tenta salvar um gato — que não queria ser salvo — de cima de árvore, acaba caindo então em um telhado, torcendo o pé e ficando presa. E sua única chance é, imaginem só, George.

"Mas é claro que era ele. Porque quem mais passaria ali no pior momento, no mais estranho e embaraçoso, na única maldita hora em ela precisava ser resgatada?"

George, fica extremamente irritado com o comportamento de Billie, mas como um perfeito cavalheiro que é, faz de tudo para ajudá-la. Bom, o seu ato de heroísmo não sai como planejado e os dois se encontram então em uma situação um tanto constrangedora fazendo então com que se aproximem.

"Ela estava em apuros, portanto ele não tinha escolha. Precisava ajudá-la, por mais irritante que a achasse. E ele achava. Ah, ela sabia que achava. George nunca fizera qualquer esforço para disfarçar isso. Embora, para ser sincera, nem ela."

A partir daí, os dois se aproximam cada vez mais e conhecem qualidades um do outro que nunca haviam percebido antes. E coisas que antes pareciam irritantes aos olhos um do outro, começa então a mudar de tom, assumindo então um lugar de admiração. 

"Eles tinham um longo histórico de implicâncias, de procurarem o pior ponto fraco um do outro, pequeno e indefeso. Mas isso estava mudando. Tinha mudado ao longo da última semana. Ele não sabia por quê; nenhum dos dois havia mudado. Seu respeito por ela já não era tão dúbio. Ah, ele ainda a achava mais do que cabeça-dura e imprudente ao extremo, mas, sob tudo isso, havia um coração sincero. George achava que sabia disso desde sempre. Só estava ocupado demais sendo provocado por ela para perceber."

Uma dama fora dos padrões me pegou de jeito desde o início, não conseguia soltar! Que história gostosa de ler, divertida e fluída. Aquele clichê que aquece nosso coração e dá um friozinho na barriga. Gostei tanto que logo fui pegando outros livros da rainha Quinn para ler, mas sobre eles eu volto futuramente para contar. 

E vocês, gostam de romance de época? Gostaram desse aqui? Me indiquem livrinhos, estou adorando me aventurar — ou melhor, suspirar — por esse gênero.


Ficha técnica:
Título: Uma dama fora dos padrões
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro

LEIA TAMBÉM