Swift

Titãs | 5 motivos para assistir a série


É chegada a hora astronautas, Titãs, a nova série que inaugurou o serviço de streaming da DC nos EUA em Outubro, esta preste a chegar no Brasil pela Netflix (11 de janeiro de 2019, anote ai), sendo assim aproveitando esta oportunidade vamos falar um pouco deste seriado que promete muito. Nós já assistimos a maior parte da primeira temporada e temos cinco fortes motivos para você não perder esta nova empreitada do universo DC.

Uma pegada mais adulta
Resultado de imagem para series titans fight scene gif

Um dos pontos que foi alvo de críticas dos fãs foi à pegada mais violenta e adulta proposta pelos criadores da série Titãs já no primeiro desta empreitada, eu mesmo confesso, desconfiava da ideia exatamente porque nos quadrinhos tinha uma razão para Jovens Titãs serem uma equipe voltada para todas as idades. Porém, Greg Berlanti, Akiva Goldsman e Geoff John, apresentaram algo diferente aqui, tanto por explorar temáticas fortes, quanto para mostrar um mundo mais perigoso para nossos heróis, onde a violência é justificada pelo momento de transição que os personagens estão passando, algo que seria difícil explorar com uma censura mais livre.


  Os personagens
comic con titans GIF

Outra qualidade do seriado são os personagens, mas para isso, você tem que esquecer um pouco o jeito em que foram concebidos nos quadrinhos, é claro que Dick Grayson (ou Robin), Kori (ou Starfire), Rachel (ou Ravena) e Gar (ou Mutano) ainda possuem algumas características semelhantes a suas contrapartes das HQs, mas no seriado os personagens são explorados de uma forma diferente e alguns deles até ganham origens diferentes, mas tudo isso de certa forma funciona dentro do contexto narrativo. O grande destaque do grupo é o Dick Grayson (Brenton Thwaites), de longe o personagem mais bem explorado, principalmente porque vemos sua relação conturbada com a figura de Bruce Wayne (que apesar de não aparecer em tela, é uma presença constantemente sentida na série) e como isso se torna um ponto de ruptura para o personagem seguir um caminho mais próprio na busca da sua própria identidade como herói. Rachel (Teagan Croft) tem bastante destaque na série, na verdade ela é o ponto central da trama da primeira temporada e apesar de não ser um dos pontos fortes, a personagem mostra muito potencial para crescer. Gar talvez seja o menos desenvolvido do grupo, porém seu carisma compensa e com isso deve se tornar um dos favoritos dos fãs no futuro, bacana observar que o episódio que explora mais de sua origem, vai de encontro com a origem de outro grupo de super-heróis conhecido da DC, fique de olho. Por último, mas não menos importante temos Koriand'r, pessoalmente é a melhor personagem do grupo disparado, não só por ter uma origem interessante e intrigante, mas também porque a atriz Anna Diop tem uma atuação magnética, do momento que conhecemos Kori no piloto, estamos simplesmente curiosos para saber mais sobre a origem alienígena da personagem, sem falar que ela arrebenta nas cenas de ação


 Universo DC bem estabelecido 
Comic Con Titans GIF

Um dos destaques mais bem vindos da série é não ter medo de abraçar o universo DC, por ser um seriado produzido 100% pela DC Entertainment, pode-se notar uma liberdade na série que não teve nas séries do Arrowverse da CW. Temos diversas citações aos heróis conhecidos como Batman, Mulher Maravilha e até Liga da Justiça, sem falar que os flashbacks principalmente do Robin trazem diversos easter eggs sobre o universo do homem morcego. Titãs é tão bem estabelecido, que sentimos que Bruce Wayne, ou Diana podem aparecer a qualquer momento, ótimas surpresas acontecem nos episódios “Jason Todd” (1x06) e “Dana Troy” (1x08), fica a dica. Outro ponto é o fato de vários heróis aparecerem durante a temporada e com isso temos diversas histórias de origem mostradas, estas são tão bem trabalhas que possivelmente podem ter suas séries próprias no futuro, destaque, para “Doom Patrol” (Já confirmada com série própria) e “Hawk e Dove” (esta sendo cogitada).


 Ação, porradaria e um visual empolgante
comic con titans GIF

Tem um motivo para usarem o nome “Titãs”, ao invés de “Jovens Titãs”, é exatamente porque os personagens são tratados de uma forma mais madura, sem falar que isso dá liberdade para todos eles arrebentarem nas cenas de ação que são bastante violentas por sinal (confesso que nos primeiros episódios pode causar estranheza tanto sangue), as coreografias são excelentes, é sensacional assistir Robin chutando traseiros, sem falar que até Kori entra na brincadeira batendo em diversos figurantes. Sem falar que assistir o grupo em ação juntos pela primeira vez é de arrepiar, é uma sequência bacana, absurda e muito bem dirigida. O visual da série é outro destaque, primeiro porque eles não têm medo de mostrar uniformes e roupas espalhafatosas, mas por alguma razão e beneficiado pela fotografia, elas funcionam em cena de uma forma bastante crível dentro deste universo.


Uma crescente narrativa
Resultado de imagem para beast boy titans series gifs

E falando neste universo de modo geral, a primeira temporada é bastante consistente e consegue não apresentar instabilidade durante seus episódios, eu posso garantir, a história é boa o suficiente para te manter curioso e assistir todos os episódios de uma vez, a trama é cheia de bons desenvolvimentos de personagens, ação da boa, e ótimas reviravoltas (os ganchos de um episódio para outro funcionam muito bem). É claro que a série não é livre de defeitos, mas para um início Titãs mantém uma crescente na história com a sensação de que tanto a narrativa, quanto os atores evoluem de uma forma exponencial, fazendo que o primeiro ano da série seja bastante sólido e com potencial de se tornar ainda melhor nas futuras temporadas.

Bônus: A série já foi renovada para segunda temporada, antes de a primeira estrear.

Então ai esta galera, cinco bons motivos para você assistir a primeira temporada de Titãs, porém, se você ainda tem dúvidas, recomendo que assista os três primeiros episódios, se te agradarem, pode assistir o resto que a satisfação será garantida.

LEIA TAMBÉM