Swift

Crítica | O Menino Que Queria Ser Rei


A crítica de hoje é sobre o filme O Menino Que Queria Ser Rei, que nada mais é, do que uma releitura da história do Rei Arthur nos dias atuais. 

Para quem não está habituado, Arthur era um menino puro de coração, que dentre tantos homens no reino que tentaram tirar a espada encantada de uma rocha por ganância e poder, se tornou rei por ser o único a conseguir tal feito. Com isso, ele cria a Távola Redonda, que virou o centro de reuniões entre seus companheiros e líderes para decidirem o que era melhor para o reino onde viviam. 

Na produção de 2019, Alex, interpretado por Louis Serkis estuda em uma escola onde sofre de perseguição de dois outros alunos por defender seu amigo Bedders (Dean Chaumoo). Um dia, fugindo de Lance (Tom Taylor) e Kaye (Rhianna Dorris), Alex se esconde em um canteiro de obras onde acha uma espada fincada a uma rocha. O que ele não esperava é que esta fosse Excalibur.

créditos: Fox Film do Brasil
É a partir deste dia que a aventura se inicia, já que ao ser o novo portador da espada, este possui a missão de enfrentar Morgana (Rebecca Ferguson), a meia-irmã de Arthur. Para isso Alex irá terá que contar com a ajuda não só de Bedders, mas também de seus inimigos Lance e Kaye e de uma figura bem conhecida do público, Merlim (Angus Imrie), que se encontra algumas centenas de anos mais jovem.

O filme conta com referências a outras produções conhecidas, como Harry Potter e Senhor dos Anéis, fazendo clara menção à Jornada do Herói. Além disso, podemos notar uma influência de filmes como Percy Jackson em relação às ameaças que Alex e seus cavaleiros sofrem ao longo do filme. Outro fator importante é o companheirismo retratado, você sente como a construção da amizade entre aqueles personagens possui um peso na trama e a forma como é desenvolvida rende boas risadas. Sendo uma produção para todas as idades. 

Com uma história leve, mas recheada de efeitos especiais e mitologia, a produção consegue entreter quem a assisteO Menino Que Queria Ser Rei estreia hoje nos cinemas.



LEIA TAMBÉM