Swift

Crítica | A Caminho de Casa


Estreia hoje nos cinemas A Caminho de Casa. Um lindo filme, com o poder de emocionar quem o assiste.

A produção conta a história da cadelinha Bella, narrada por ela mesma. Sua jornada começa quando é encontrada por um casal que faz parte de uma ONG de proteção aos animais, e tenta resgatar os gatos e Bella de uma casa em ruínas.

Porém, a cadelinha em questão tinha mistura de pitbull, raça proibida no estado onde seus donos moravam. Com isso, e por conta do proprietário do terreno abandonado onde ela foi encontrada sofrer várias denúncias Bella precisou ser levada de sua família.

E é ai que sua história se inicia, percorrendo florestas, enfrentando perigos, fazendo amizades e até mesmo conhecendo novos lares, em busca de sua antiga família. Nessa jornada Bella pode conhecer o amor de várias formas diferentes, inclusive quando nessa busca por seu lar, conhece um filhote de puma que teve sua mãe morta por caçadores.

créditos: Sony Pictures Brasil
Ela então decide cuidar do filhote, arrumando comida e procurando por em prática tudo o que aprendeu nas ruas com outros cachorros. A amizade das duas se torna um elo muito forte, onde se protegem a todo custo e salvam as vidas uma da outra.

Se você é daqueles que se emociona fácil quando a história envolve animais, recomendo que leve lencinhos, pois vai precisar. O filme é uma aventura para a família toda, e traz á tona valores muito importantes para nossa sociedade, como a importância da amizade, união e trabalho em conjunto.

Pelo ponto de vista cadelinha, conseguimos sentir todo o amor que esses animais criam por seus donos. Provando que eles sabem sim, o que isso quer dizer e quanto precisamos deles. Sendo este último, abordado com muita força durante a história. Pois tudo começou com a ideia de Lucas (Jonah Hauer-King) adotar Bella para melhorar a depressão de sua mãe, que era veterana de guerra. Sendo até utilizada na terapia de um grupo de apoio a  veteranos do hospital que frequentava.

créditos: Sony Pictures Brasil
No elenco temos Bryce Dallas Howard (Jurassic World) dublando Bella, Ashley Judd como a mãe de Lucas e Alexandra Shipp como sua namorada. A única coisa que pode incomodar um pouco aos olhos, são os efeitos em CG do puma quando está com Bella, pois fica muito nítido a inclusão gráfica dos animais nas cenas. Mas nada que atrapalhe a magia de todo o contexto.

O filme estréia hoje, dia 28 nos cinemas brasileiros. Então preparem os lencinhos, seus corações e divirtam-se.



LEIA TAMBÉM