Swift

Cabine de Comando indica: PSI


Caso ainda não conheça PSI, série original da HBO Latin America, que aborda a complexa psique humana dentro de uma narrativa extremamente instigante afirmo que você pode estar perdendo a chance se assistir uma bela produção. 

Chegando a sua quarta temporada, que inclusive estreia hoje, 24 de março, às 21h, no canal HBO  e na HBO GO, a série narra as histórias do psicanalista Carlo Antonini (Interpretado por Emilio de Mello) dentro e fora do consultório. Quebrando a formalidade e mostrando o lado mais humano desses profissionais, PSI não tem medo em apresentar a fragilidade emocional de seu protagonista e como os relatos de seus pacientes o afetam direta/indiretamente.

Dirigida e escrita pelo dramaturgo, psicanalista e escritor Contardo Calligaris, em seu quarto ano a série tem como tema a paranoia como o tema central dos dez episódios, divididos em cinco diferentes histórias que abordarão temas como a hipocondria delirante.

créditos: HBO
Tendo como objetivo apresentar uma reflexão sobre os sentimentos paranoicos a partir da perspectiva da psicanálise, a convite do canal pude conferir os dois primeiros episódios da nova temporada. Tendo como tema o ciúme patológico, conhecemos a história da restauradora Laura (belamente interpretada por Natalia Lage) e o arquiteto André (Nicola Lama) que vão em busca de Carlo para uma terapia de casal. Desde início é possível notar o comportamento delirante de Renata e o relacionamento tóxico vivido pelo casal.

Procurando um meio para ajuda-los Carlo decidi que sigam com tratamentos separados. Mas sabemos ao longo da narrativa que um final feliz não foi alcançado. Um crime foi cometido e por meio de flashbacks e depoimentos que ocorrem em meio a um julgamento, a série faz com que o espectador embarque nesse mistério e tente juntar as peças do que realmente ocorreu. 

Com uma bela produção e uma narrativa que simplesmente prende a atenção do espectador, não é surpresa que a série já tenha até sido indicada para o Emmy Internacional. Chegando em sua quarta temporada e propondo novas reflexões, PSI continua envolvente como nunca e eu garanto tripulação que será difícil você assistir apenas um capítulo dessa paranoica, porém deliciosa, história.

LEIA TAMBÉM