Swift

Resenha: Corte de Névoa e Fúria


Há algum tempo eu escrevi a resenha de Corte de Espinhos e Rosas e deixei claro o quanto fiquei apaixonada por esse universo. Pois bem, demorei, mas voltei para falar do segundo livro da série Corte de Névoa e Fúria. Se você ainda não leu o primeiro, fuja daqui e fique com a resenha dele (Corte de Espinhos e Rosas), agora se já leu, ou não se importa com spoilers, vem comigo pois se o primeiro era bom, esse aqui é muito melhor!

Após os acontecimentos do primeiro livro, nos deparamos com uma Feyre transformada, mas também destruída. A cada noite ela tem pesadelos e acorda vomitando devido aos seus traumas sofridos Sob a Montanha. A quebradora da maldição está aqui em pedaços, sendo remoída por sua culpa e temores se vê cada vez mais afundada em tristeza e desespero.

Em meio a isso, encontramos um Tamlin totalmente alheio aos sentimentos de sua amada, se preocupando com sua segurança e seu casamento não percebe que ali não se encontra a mesma Feyre de antes de Sob a Montanha. Cada vez mais a priva de uma vida normal, tentando mantê-la sempre sob vigilância constante. 

Além disso, o acordo que Feyre fez Sob a Montanha que a manteve viva, tinha que ser cumprido. Então, o poderoso grão-senhor da Corte Noturna, Rhysand, volta para cobrar esse acordo exatamente no dia do casamento de Feyre e Tamlin. 

Cada vez que Rhys cobra esse acordo, vemos uma Feyre mais livre e aos poucos mais curada. Até que certo dia, Tamlin passa dos limites e Feyre consegue ajuda para escapar de sua "prisão". 


“Mas eu estava envolta em um casulo de escuridão e fogo e gelo e vento, um casulo que derreteu o anel de meu dedo até que a liga de ouro escorresse para o vazio, e a esmeralda saiu quicando atrás dela. Envolvi meu corpo com aquela força violenta, como se pudesse evitar que as paredes me esmagassem por inteiro, e talvez, talvez, conseguir um mínimo de fôlego…

Eu não podia sair; não podia sair; não podia sair…”

A partir daí, tudo muda, Feyre tem que aprender a lidar com seus poderes, seus sentimentos e com uma nova ameaça iminente. Crescendo aos poucos desde o primeiro livro.

Sarah trata com maestria assuntos muito importantes, como depressão, relacionamento abusivo e principalmente a visão da mulher como igual e não um objeto sexual. Como no primeiro livro, espere muitas reviravoltas emocionantes! Corte de Névoa e Fúria se tornou um dos livros favoritos da minha vida. Confie em mim, você também se apaixonará!

LEIA TAMBÉM