Swift

Personagens literárias que devem ser enaltecidas


Há um bom tempo, a mídia - seja ela em todos os seus âmbitos -, tem nos vendido personagens femininas estereotipadas, donzelas frágeis, que tem como objetivo de vida achar um homem que a ame e faça as suas vontades. Temos consumido essa ideia como se fosse algo normal. E aí eu tenho me perguntado, até que ponto, a mídia tem influenciado a perpetuação do machismo? Consumir produtos assim contribui para essa perpetuação? 

Talvez eu tenha começado esse texto de forma muito pesada, mas a questão é que precisamos enaltecer as obras que nos trazem a figura feminina de forma justa e ignorar as estereotipadas. Pensando nisso, trouxe algumas personagens femininas literárias que mostram quem manda no mundo - "Who runs the world? Girls!"


Hermione Granger - Harry Potter

Para começar, nada melhor que trazer essa personagem que fez parte da nossa infância e pode ter sido uma das primeiras grandes influencias femininas de muitos. Hermione Granger, a filha de trouxas que se tornou uma grande heroína no mundo bruxo. Convenhamos que se ela não estivesse com o Harry e Rony eles teriam morrido no primeiro livro né? Hermione é a prova clara de que conhecimento é poder e das bruxas da sua idade, ela é a mais inteligente, ou seja, a mais poderosa.

Katniss Everdeen - Jogos Vorazes

Katniss é um símbolo de resistência em uma sociedade totalmente opressora. Uma jovem que tomou para si a responsabilidade de cuidar de sua família desde muito cedo já mostrando a sua força. Mas ela não se contentou apenas em salvar a sua vida e a vida de sua irmã, ela escolheu lutar contra um governo autoritário salvando assim muitas outras vidas. Para além da sua vida, Katniss lutou por sua liberdade e a conquistou. Uma inspiração muito necessária para os últimos tempos. 


Elizabeth Bennet - Orgulho e Preconceito

Orgulho e Preconceito é de longe o meu romance preferido da vida. E tudo se torna mais especial, quando pensamos que não se trata só de um romance de época como da Julia Quinn por exemplo, que também tem fortes protagonistas femininas, mas se trata de um romance que foi escrito naquela época, ou seja,  em 1797. Então sempre que eu leio, ou assisto alguma produção baseada no livro, eu vejo não só Elizabeth como uma personagem forte, como Jane Austen, a escritora por trás dessa protagonista maravilhosa. Sabemos que a sociedade britânica da época tentava ao máximo silenciar as mulheres deixando-as com o mínimo de direitos e uma mulher que pensava muito e por consequência questionava muito não era bem vista. Mas nossa protagonista não liga muito pra isso não. Dona de uma grande teimosia, ela não tá nem aí para os casamentos arranjados e não aceita se casar se não for por amor. É uma mulher forte, de língua afiada e além de seu tempo. 


Daenerys Targaryen - As Crônicas de Gelo e Fogo

Daenerys era uma mulher tímida e aparentemente frágil que vivia nas mãos de um irmão arrogante que a usou como objeto, vendendo-a em casamento para um bárbaro, na esperança de chegar ao poder dos Sete Reinos. Mas foi a partir desse casamento que essa mulher se empoderou e desde então homem nenhum mais controla sua vida. Aos poucos Daenerys foi mostrando sua força, conquistando povos e se tornando uma das preferidas para o trono. Essa é a mãe dos dragões!


Feyre - Corte de Espinhos e Rosas

Feyre é a mais nova de sua família e ainda sim era dela que provinha o sustento. E assim, em uma de suas caças, ela acaba matando um feérico e para salvar sua família é levada como prisioneira. É a partir daí que toda a sua história se desenvolve. Se Feyre já era uma mulher forte, com o passar do tempo a sua força só se intensifica. É maravilhoso acompanhar seu crescimento como personagem no decorrer dos livros. E se te deu uma curiosidade, aqui temos resenha dos dois primeiros livros: Corte de Espinhos e Rosas e Corte de Névoa e Fúria


Essas foram algumas personagens femininas fortes que me trazem inspiração, mas ainda tem muito mais, eu sei. Vocês acrescentariam quem à essa lista? Me conte nos comentários!

Câmbio, desligo.

LEIA TAMBÉM