Últimos Posts
cinema category image

Animais Fantásticos 3: Cinco sugestões para o filme fazer sucesso

10 agosto 2020 0 Comentários

Animais Fantásticos 3: Cinco sugestões para o filme fazer sucesso

Estava eu no último sábado assistindo a versão estendida de “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald”, devido a curiosidade de ver novas cenas (que até tem, mas são poucas), como também, por querer revisitar o universo de Harry Potter, mas nesta franquia protagonizada por Newt Scamander. Já deixo claro que ainda gosto do filme (até mais que do primeiro) e apesar dos visíveis problemas de narrativa, acho que a história expande bem o universo mágico, traz novos animais fantásticos, possui algumas boas revelações, um vilão interessante e também um quarteto principal carismático formado por Newt, Tina, Jacob e Queenie pelo qual sou apegado.

Então lá estava eu pensando, como é que vão dar fôlego na narrativa do próximo filme, porque por mais que goste de “Os Crimes de Grindelwald”, a trama se arrisca muito ao deixar a expectativa dos fãs em cima da revelação final envolvendo o parentesco de Credence (Ezra Miller). Isso é muito pouco e pode não ser suficiente para segurar o interesse dos fãs e do público comum nos próximos filmes, afinal teremos ainda mais três longa de Animais Fantásticos e tudo que foi pavimentado no segundo capítulo, precisa ter um objetivo mais claro para onde a franquia irá.

Pensando nisso e preocupado que o público possa perder o interesse (muitos ficaram divididos quanto ao segundo filme), decidi fazer esta lista para mostrar o que Animais Fantásticos 3 precisa fazer para recuperar o interesse dos fãs, se afastar das polêmicas e conseguir dar um gás na franquia para que possamos ter todos os filmes lançados no cinema. Então vamos lá.

1 – Afastar J.K. Rowling, Johnny Depp e Ezra Miller da divulgação do filme

Animais Fantásticos 3: Cinco sugestões para o filme fazer sucesso

O pessoal de marketing da Warner Bros terá um trabalho herculiano pela frente para afastar as polêmicas do terceiro filme da franquia. Os três cancelados do momento estão ligados a ela: J.K. Rowling (escreve o roteiro) com suas polêmicas falas transfóbicas, o que levou a protestos de fãs e inclusive do elenco da saga Harry Potter condenando as ações da mesma e apoiando a comunidade trans. No caso de Ezra Miller, a polêmica vem do caso dele ter supostamente agredido uma fã tendo vários vídeos circulando nas redes comprovando isto abrindo um protestos contra sua pessoa. E por último, mas não menos polêmico, Johnny Depp, que está passando um inferno por conta da agressão que cometeu no período que esteve casado com a atriz Amber Heard (Aquaman) e nas últimas semanas, descobrimos ainda mais podres envolvendo esta história. Se Animais Fantásticos 3 quer cair na graça do público de novo, o marketing terá que ser inteligente e se possível mostrar o mínimo dessas figuras para não afetar o desempenho do público, qualquer close errado, pode resultar numa rejeição ainda maior.

2 – Um roteiro que tenha uma história mais fechada

Animais Fantásticos 3: Cinco sugestões para o filme fazer sucesso

O que mais senti falta em “Os Crimes de Grindelwald” foi de uma trama mais redondinha, ali temos ascensão de Grindelwald, temos a história de Leta Lestrange, a busca por Credence, tudo isso costurado com um fiapo de trama usando o Newt como cola, porém fica claro que a narrativa precisava de um objetivo maior. O roteiro do terceiro filme foi escrito por J.K. Rowling, mas desta vez os produtores foram espertos e chamaram Steve Kloves (Harry Potter 1, 2, 3, 4, 6, 7 e 8) para reescrever a história e com isso esperamos uma trama que tenha mais foco, com começo, meio e fim, transformando a narrativa em algo menos dependente de um arco principal, deixando os ganchos para aparecerem nos momentos certos de forma surpreender o público dentro da narrativa e não apenas deixando perguntas para serem respondidos em um próximo filme.

3 – Mais Animais Fantásticos na história dos Animais Fantásticos

Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald' Visual Effects ...

A franquia é sobre Animais Fantásticos, sempre pensei que focariam neles nos longas. O primeiro filme faz esse papel bem, colocando os bichos estranhos de Newt no centro da trama quando esta se passava em Nova York. Por mais que o segundo filme tenha bastante animais exóticos do mundo bruxo, faltou colocá-los no centro da narrativa, não só como auxílio ou como animais de estimação. Animais Fantásticos 3 tem como corrigir isto, afinal ainda existe outros bichos deste universo que ainda não apareceram, como aranhas gigantes, hipogrifos e dragões, então é possível fazê-los parte do jogo de conquistas do Grindelwald para dominar o mundo bruxo, os tornando peças chaves na narrativa e isso até ajudaria Newt ter um papel mais fundamental na trama.

4 – Foco na “Armada de Dumbledore” (ou seria a “Armada de Newt”?)

Arquivo para Animais Fantásticos - Página 2 de 45 - Animagos

O final de “Os Crimes de Grindelwald” deu a entender que teremos um time de bruxos que irá lutar contra as forças do vilão vivido por Johnny Depp, são eles: Newt, Tina Goldstein, Jacob, Teseu Scamander, Nagini e Yusuf Sama, com Dumbledore servindo como uma ajuda externa para eles. “Animais Fantásticos 3” precisará que essa equipe funcione e que tenha uma boa dinâmica para conquistar o público, afinal isso já foi bem feito no universo de Harry Potter com a “Armada Dumbledore” liderada pelo garoto da cicatriz de raio e seus amigos durante a luta no ministério em “Harry Potter: A Ordem da Fênix”. Utilizar essa equipe em missões pela Europa, ou em qualquer lugar do mundo lutando contra as forças de Grindelwald seria uma boa forma de manter a narrativa empolgante.

5 – Um orçamento mais barato, mas sem perder a qualidade

Fantastic Beasts 2: Eddie Redmayne on Newt's Dark Side | Collider

Os filmes de “Animais Fantásticos” sempre foram uma franquia cara em relação aos filmes de Harry Potter. “Animais Fantásticos e Onde Habitam” custou altos US$ 180 milhões, porém faturou alto chegando a uma bilheteria total de US$ 814,0 milhões em meados de 2016. O problema começou a pesar em “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald”, que custou ainda mais caro que o anterior, chegando a US$ 200,0 milhões de orçamento, tendo faturado ao redor do mundo US$ 654,8 milhões, considerado pela Warner abaixo das expectativas. Ainda que não se possa considerar o segundo filme um fracasso, o sinal de alerta foi aceso. Em “Animais Fantásticos 3”, tendo em mente que o valor de faturamento normalmente é maior em sequências, o estúdio pode repensar a estratégia aqui visando uma economia maior, cortar um pouco de grana do orçamento do filme, seria uma boa forma de não correr tantos riscos. Levando em conta a franquia HP, tirando os quatro últimos filmes, sempre teve um orçamento limitado e abaixo de muitos blockbusters, ainda assim os filmes conseguiram ter histórias interessantes e efeitos visuais decentes. A continuação das aventuras de Newt, precisa desse freio, menos orçamento, mais foco na história sem muitas extravagâncias em termos de efeitos visuais, com um esforço maior de fazer mais com menos, pode resultar num filme mais redondinho e melhor desenvolvido, que consequentemente deve agradar mais os fãs da franquia e gerar mais lucro.

Leia também:

Veredito: Então é isso pessoal, são cinco medidas que acredito que se forem tomadas pela Warner Bros, podem ajudar “Animais Fantásticos 3” a recuperar o fôlego e conquistar o público de novo, mantendo o interesse não só para este longa que estreia em 2021, mas para os próximos que irão fechar a jornada de Newt no cinema. Eu como fã, torço para que a franquia tenha mais foco e boas histórias, porque não quero me frustrar sem chegar no fim da jornada da franquia no quinto e derradeiro filme.

Curtiu? Aproveita e segue o nosso Instagram para acompanhar mais conteúdos: @EuAstronauta.

Animais Fantásticos 3: Cinco sugestões para o filme fazer sucesso