Últimos Posts
musica category image

REVIEW | Calm é um dos melhores álbuns do 5sos

19 agosto 2020 0 Comentários

calm 5sos

CALM, o novo álbum do 5 Seconds of Summer foi lançado dai 27 de março desde ano, eu sei que demorei bastante para fazer uma review, pois queria absorver todo o conceito que a banda trouxe e não apenas escrever uma primeira impressão. Depois de afundar o botão do replay, o quarto álbum da banda trouxe uma era completamente nova para os meninos (já homens, porém ainda são meus “meninos” <3). 5sos criou todo um conceito que já vem seguido do álbum anterior, Youngblood, só que agora mais denso, maduro, com pegadas pop e sem deixar as guitarras distorcidas de lado.

Este é o primeiro álbum gravado pela Interscope Records – depois de quase 6 anos com a Capitol. E sem dúvidas é o projeto musical mais complexo do grupo até o momento. 5sos fugiu completamente do rótulo de “boy band” para algo maduro e cheio de conceitos sonoros e estéticos. Em uma entrevista a billboard, a banda mostrou um destemor em suas composições que impressionou até eles mesmos. “Não sei se pensávamos que poderíamos ser uma banda tão expansiva sonoramente”, comentou Luke.

O grupo australiano é formado por Calum Hood (baixo), Ashton Irwin (bateria), Luke Hemmings (guitarra e vocal) e Michael Clifford (guitarra principal). E se você reparar, o título do quarto álbum foi nomeado com as iniciais de cada membro, mas o álbum em si, tem pouca coisa de “calmo”. Com batidas agitadas, CALM é um crossover perfeito de Youngblood, sendo mais um trabalho intenso que busca ter sua própria identidade.

Com letras indo de palavras de amor até coração partido e um pouco de bebedeira, os singles que se destacam são ‘Teeth’, ‘Easier’, ‘No Shame’, ‘Old Me’ e ‘Wildflower’ – que inclusive foram as primeiras a serem divulgadas. Com uma mistura perfeita de pop/rock e influências alternativas.5sos_calmRed Desert é a primeira faixa nos trás batidas eletrônicas e castanholas. Com um refrão daqueles que você decora fácil, cheio de energia, resume bem o que você pode esperar do restante álbum: algo enérgico com letras dramáticas. Uma curiosidade é que esta música faz referências a Gales do Sul, o “Deserto Vermelho” da Austrália – como uma sensação de conforto durante momentos estressantes e momentos de incerteza.

Red, red desert. Heal our blues. I’d dive deeper for you. What a blessing to feel your love. Twilight moments with you.

No Shame, não sei pra vocês, mas quando escutei, o single me trouxe uma breve lembrança das músicas antigas da banda. A letra critica a sociedade moderna em relação às redes sociais, padrões de beleza, a busca pela fama e relações tóxicas.

I only light up when cameras are flashin’. Never enough and no satisfaction. Got no shame. I love the way you’re screaming my name.

Old Me faz uma breve viagem aos fãs de longa data do 5SOS, assim como mostram no videoclipe como tudo refletiu em sua carreira até agora. A letra fala sobre crescer como pessoa, aceitar os erros que você cometeu e evoluir para se tornar alguém melhor.

Shout out to the old me and everything he showed me. Glad you didn’t listen when the world was tryna slow me. No one could control me. Left my lovers lonely. Had to fuck it up before I really got to know me.

Easier foi escrita com Charlie Puth e Ryan Tedder, vocalista do OneRepublic, e o resultado é de uma música tão boa que facilmente pode entrar como a melhor de todo o álbum. Começando com alguns falsetes de Luke, a batida é áspera e a letras conta ​​sobre um relacionamento cheio de amor e ódio.

Is it easier to stay? Is it easier to go? I don’t wanna know, oh. But I know that I’m never, ever gonna change. And you know that you’re always gonna stay the same.

Teeth é a que mais assume um lado de rock pesado com riffs de guitarra e uma bateria pulsante, mas sem deixar os efeitos elétricos de lado, e claro, o vocal perfeito do Luke. A letra também volta a falar de uma relação entre amor e ódio. A música foi a trilha da 3ª temporada de 13 Reasons Why. Desde de o lançamento fez tanto sucesso, que ‘Teeth’ ganhou disco de platina na Austrália.

Fight so dirty, but your love so sweet. Talk so pretty, but your heart got teeth. Late night devil, put your hands on me. And never, never, never ever let go.

Wildflower já tem o veredito final de ser minha preferida! De todas do álbum, este é o single que não tem nenhuma pegada de rock, totalmente elétrico e inspirado nos sintetizadores dos anos 80. Com uma letra divertida e apaixonante. O comecinho me lembra muito Queen, quando eles fazem um coro repetidas vezes para obter um vocal dinâmico – que também acontece em ‘Red Desert’. Um exemplo perfeito do nível de som que a banda alcançou neste álbum.

You’re the only one who makes me. Every time we. Tell you what I like, my wildflower.

Posts relacionados:

Best Years trás uma letra apaixonante de uma pessoa arrependida e empenhada a compensar todos os erros do passado e promete valorizá-la totalmente no futuro… A canção é toda calminha com toques de guitarra sedosas do Michael junto com David Howell Evans do U2.

But I’ll build a house out of the mess and all the broken pieces. I’ll make up for all of your tears. I’ll give you the best years.

Not in the Same Way foi a faixa que eu menos gostei. Talvez por ter sido ofuscada por tantos outros singles sensacionais. Não é que seja ruim, ela tem sim seu charme mais simples, mas ficou na sombra das outras canções. A letra fala novamente sobre uma relação tóxica.

Drink all night, never sleep. You say go, I won’t leave. I love you, you love me. But not in the same way.

Lover of Mine entra com um piano, seguido de solos vibrantes e vocais calmos de Luke que estão cada vez melhores e deixa a faixa ainda mais apaixonante. A música inicialmente foi escrita por Luke e sua namorada. Na letra, ele canta sobre sua relação instável e determina que nunca a mandaria embora porque já cometeu esse erro uma vez.

When I take a look at my life and all of my crimes. You’re the only thing that I think I got right. I’ll never give you away. ‘Cause I already made, already made that mistake.

Thin White Lies é aquele hino de término de namoro que você vai ouvir imediatamente na próxima vez que alguém terminar com alguém. Não vou te julgar se você ouvir ela repetidamente por dias.

Killin’ me slow with the words you wrote. The heart you broke, the heart you broke, yeah. Callin’ my name, I don’t wanna stay but I’m wide awake, I’m wide awake (thin white lies).

Lonely Heart é aquela canção que começa calminha e no refrão te entrega uma batida digna de ir pra balada. E como não se apaixonar pelos vocais? A letra fala sobre como se sentiria solitário se seu(a) amado(a) o(a) deixasse.

So I close my eyes while you walk away. Can I have a second chance? Can I have another dance? Can I start another life with you?

High amarra o álbum de uma forma inesperada. Com uma letra profunda, vocais tranquilos e solados de guitarra bem calminhos. A letra fala sobre como ele será lembrado após uma separação (lembra um pouco do contexto de ‘Amnesia’). Depois de um álbum todo enérgico e poderoso seria arriscado fechar com um som tão profundo, mas ‘High’ adiciona uma certa sutileza, sendo uma última faixa perfeita.

I hope you think of me high. I hope you think of me highly. When you’re with someone else.

Pra finalizar temos três faixas bônus: ‘Easier’, ‘Teeth’ e ‘No Shame’, ambos ao vivo que dá aquela saudadezinha de ver os meninos de pertinho.

Alguns fãs de longa data podem estar desapontados com o álbum que soa mais “mainstream”, mas muitos devem estar maravilhados com o caminho totalmente não convencional que eles tomaram, se tornando algo totalmente único. Dos falsetes de Luke, assim como os solos de guitarra temperamentais do Michael, CALM nos entrega 12 faixas com combinações perfeitamente dosadas de rock e pop, misturados com uma vulnerabilidade emocional. Sem dúvidas entra para um dos melhores trabalhos da carreira dos meninos – depois de Youngblood.

Infelizmente a banda não poderá promover CALM durante a pandemia. Portanto, escute e compartilhe muito em suas redes sociais para ajudar os meninos. E não esquece de deixar aqui nos comentários o que achou deste álbum <3.lovecalmLeia também:

Ah, não esquece de seguir a gente lá no Instagram: @EuAstronauta. Até a próxima!