Últimos Posts
hq-e-manga category image

Capitães América

26 agosto 2020 0 Comentários

Capitães América
A esta altura, acho que qualquer comentário sobre Vingadores: Ultimato, já não é mais considerado spoiler, certo?! Pois bem, ao final do filme, alguns de nossos personagens mais queridos entregam seus mantos. E não foi diferente com meu Capitão América. No entanto, seu legado e seu escudo foram mantidos, e agora perdurados pelas mãos de Sam Wilson — o Falcão.

Durante o tempo de Vingadores: Ultimato em cartaz, eu vi muitos comentários da galera querendo que o escudo fosse passado para o Bucky — inclusive, o Soldado Invernal foi o mais votado na nossa enquete pelo Instagram! Aproveita e segue lá: @EuAstronauta — e eu fui um desses. Preferia que o escudo tivesse ficado com o Soldado Invernal, mas parece que a Marvel quis deixar as coisas mais parecidas com os tempos atuais das HQs, da Marvel Now, onde o Falcão assume o manto.

A verdade é que ambos os personagens já carregaram o título e o escudo do Capitão América, e é sobre isso que venho falar um pouquinho aqui.

DE VILÃO A HERÓI

Soldado Invernal

Todos sabemos do bromance do Capitão América e seu “melhor amigo”, bem como da separação dos dois e do passado conturbado de Bucky, nas mãos dos ideais soviéticos, certo? O filme mesmo conta sobre isso.

Pois bem, após uma das vezes em que Steve Rogers foi dado como morto — após os eventos de Guerra Civil, nos quadrinhos —, Bucky adiciona mais um nome em sua lista de morte: Tony Stark (que na época era diretor da S.H.I.E.L.D) por creditar a morte do Capitão ao Homem de Ferro. Após um embate, Stark revela que um dos últimos desejos de Steve Rogers era que Bucky fosse resgatado de sua vida de violência e escravidão e que o título de Capitão América fosse levado adiante. A partir daí, Bucky assume o manto, na condição de que não precisaria prestar contas a ninguém.

O governo americano e a população desaprovaram a escolha do novo Capitão América, na justificativa de que não era bom que o “ícone do sonho americano” fosse representado por um antigo terrorista — e vale lembrar aqui que Sam Wilson era um dos que não concordavam. No entanto, mesmo com muitas opiniões adversas, Bucky encarou o desafio — sempre acompanhado pela Viúva Negra — e provou ser um ótimo combatente do Caveira Vermelha, de invasões alienígenas e salvando muitas vidas em suas missões, conquistando assim a confiança e aprovação da nação.

Após um tempo, descobrimos que Steve Rogers — como já esperávamos — não estava realmente morto e retornou ao nosso universo, reassumindo o título de Capitão América. A partir daí, Bucky voltou a utilizar o nome de Soldado Invernal em suas missões heroicas e chegou até mesmo a comandar o grupo dos Thunderbolts, que foi formado por ex-vilões.

Curiosidade: Bucky é tão jovem quanto o Capitão América, mesmo depois de tantos anos separados, porque a Fórmula do Infinito — do soro utilizado para salvar sua vida — anulou completamente os efeitos de envelhecimento.

UM OUTRO ALIADO

Falcão

Falcão é outro companheiro de longa carreira do Capitão América, porém suas origens e características nas HQs são um tanto diferentes das que foram mostradas no MCU. Apesar de também ter um passado de vida criminosa, como um gangster e ganhando dinheiro com a máfia, acaba se tornando um herói encorajado pelo Capitão, depois de se encontrar com o super-soldado e o Caveira Vermelha.

O Falcão acompanhou as missões do Capitão América por muito tempo, até que chegou ao ponto de querer combater os grupos e organizações racistas de maneira mais agressiva, então se afastou de Steve Rogers. Depois de um tempo, vendo que só havia piorado as coisas com seus métodos, Sam volta a ser um parceiro regular do Capitão.

Após os acontecimentos que fizeram o Capitão América perder o soro de super-soldado, Steve Rogers passa seu escudo e seu título para Sam, que assume a nova frente do herói, enquanto Steve fica por trás, no comando.

Sam enfrenta alguns dos famosos inimigos do Cap, e algumas novas ameaças. Em certo momento, chega a se desvincular da S.H.I.E.L.D — por não concordar com alguns de seus projetos — e do comando do governo, o que faz ele sofrer muitas críticas de um lado e ganhar apoio de outro, resultando em um apelido de “Capitão Socialismo”.

Mas como sempre, tudo volta às suas origens nas HQs e Sam deixou de ser Capitão América, quando a Marvel resolveu “arrumar a casa” com o projeto Marvel Legacy — ainda bem, porque fizeram uma bagunça! Assim o título voltou ao Steve Rogers.

Curiosidade: A habilidade de Sam, nas HQs, de se comunicar com as aves — praticamente um Aquaman dos pássaros —, foi dada pelo Caveira Vermelha, na tentativa de comandá-lo para destruir o Capitão América!

POR TRÁS DO UNIFORME

Por trás dos trajes-de-bandeira, Bucky e Sam já assumiram o manto do Capitão América por razões muito mais plausíveis do que simplesmente mudanças de personagens. Bucky veio para mostrar que existe redenção e que as pessoas podem mudar e se tornar muito mais do que seus passados sombrios — utilizado pelos roteiristas para criticar a ideologia de que só há lugar honrado para a perfeição. Já o Sam, veio para trazer uma dose de representatividade e colocar mais um herói negro em posição icônica e de grande destaque — uma excelente ideia dos roteiristas para apoiar o combate contra o racismo.

Agora a promessa é de que teremos um seriado sobre os dois personagens na Disney+ (que chega por aqui em novembro). O lançamento de “Falcão e o Soldado Invernal” estava previsto para ser lançado neste mês de agosto, mas foi adiado — e ainda sem previsão de estreia — porque as gravações foram comprometidas pela pandemia do COVID-19.

Agora me conte, qual dos dois você preferia que seguisse com o manto do Capitão América?

 

Leia também:

Leia esses posts também