Últimos Posts
cinema category image

Dolittle | Crítica

21 fevereiro 2020 0 Comentários

Dolittle

Lindas filmagens e muita aventura é o que se verá em Dolittle. Estrelado por Robert Downey Jr. como Dr. John Dolittle, um médico excêntrico e famoso por saber falar a língua dos animais, que após a morte de sua esposa Lily Dolitlle (Kasia Smutniak), se sente culpado pela tragédia e acaba se isolando no paraíso de seu lar que antes era aberto à visitação, estreou essa semana nos cinemas. Uma nova abordagem de um clássico, mas será que vale à pena? 

Na trama, após Dolittle ficar isolado por sete anos, a Rainha Victória(Jessie Buckleyque está prestes a morrer de uma doença que ninguém consegue descobrir o que é – manda uma mensageira (Carmel Laniado) procurar por Dolittle, pois ela sabe que ele é o único capaz de descobrir a cura e evitar sua morte. Com a ajuda de seus amigos animais e de seu aprendiz (Harry Collett), Dolittle terá que buscar o antídoto para salvar a rainha e com isso passará por muitas aventuras ao rever inimigos do passado.

Um deles é o médico Mudfly (Michael Sheen). Ambos estudaram juntos na faculdade de medicina e Mudfly demonstra uma inveja de Dolittle desde essa época por conta do protagonista compreender os animais, o que fez com que este adquirisse grande destaque. Michael Sheen, que interpretou Aro, um dos vampiros Volturis da saga Crepúsculo, tem seu papel marcante no filme por ser um vilão excêntrico, gerando piadas sobre sua aparência e seu final é um tanto engraçado.

Leia mais:

Stephen Gaghan, responsável pelo roteiro e direção, traz uma história mediana, sem muita inovação, porém muito gostosa de ver. O filme Dolitte irá tratar da perda de um grande amor, da amizade com pessoas diferentes e de como se abrir para o mundo pode trazer novos companheiros que irão mudar sua vida. Simplesmente uma história sensível, bela e recheada de aventura. Gaghan faz um filme todo de cores em tons pasteis, o que dá a sensação de estarmos dentro de um conto antigo e cheio de magia. Porém, por conta de problemas nos sets de filmagem envolvendo Gaghan, o filme mostra alguns cortes inapropriados, mas nada comprometedor, que ainda mantém toda a técnica perfeita e os CGIs (imagens geradas por computador, traduzido em português) impecáveis.

Dolittle

O longa conta com grandes nomes, em especial no time da dublagem onde temos um time de peso. Tom Holland como o cachorro Jip, Rami Malek como o gorila Chi-Chi, Emma Thompson como o papagaio Polinésia e Selena Gomez como a girafa Betsy. Essa turminha nos entregam cenas muito engraçadas sendo os responsáveis por boas risadas e por manter o filme interessante, como, por exemplo, a ansiedade e o medo de Chi Chi que Dolittle tenta várias vezes controlar. Já os atores mirins Harry Collet e Carmel Laniado vão muito bem em suas interpretações e Robert Downey Jr. não foge muito do que já conhecemos dele nos filmes do Homem de Ferro. Entretanto, a melhor interpretação é do Antonio Bandeiras no personagem Rassouli, e mesmo que com uma curta aparição, ele rouba a cena e é quase impossível reconhece-lo por conta da maquiagem e das roupas.

Dolittle possui problemas principalmente em relação a sua narrativa, tendo uma história voltada para o público infantil podemos dizer que no geral cumpre o seu propósito ao trazer o pacote completo para os cinemas, sendo um filme para se assistir com toda a família, em especial com as crianças.

Curtiu? Deixe nos comentários sua opinião e aproveite para seguir nosso Instagram clicando aqui

Leia esses posts também