Últimos Posts
hq-e-manga category image

Nimona, de Noelle Stevenson | Resenha

9 julho 2020 0 Comentários

Nimona, de Noelle Stevenson | Resenha

Lançado em 2015 (no Brasil, em 2016 pela Editora Intrínseca), Nimona, de Noelle Stevenson, é um passeio divertido pelos estereótipos de heróis, vilões e monstros, quadrinizados com humor e habilidade.


Nimona é uma jovem (?) metamorfa que resolve se tornar a ajudante do famoso vilão Ballister Blackheart, um astuto malfeitor (?) sempre à procura de maneiras de superar o campeão do rei e herói (?) Ambrosius Goldenloin. Digo “resolve”porque ela não pede permissão nem recebe um convite: Simplesmente anuncia para seu mentor que agora trabalha para ele. E coloco interrogações após cada título porque Nimona, ao longo dos embates de seus personagens, mostra o quanto heróis e vilões podem ser forçados a assumir tais papéis quando colocados em narrativas maniqueístas que não preveem – ou permitem – que seus protagonistas sejam menos do que exemplos perfeitos do que representam.

Apesar de ser majoritariamente uma comédia, a história tem seus momentos dramáticos – revelações do passado, confissões bombásticas e reviravoltas dignas de seus personagens maravilhosamente simpáticos, desde Ballister, um vilão que evita machucar pessoas, até Ambrosius, um herói aparentemente conivente com o status quo – até certo ponto.

Nimona, de Noelle Stevenson | Resenha

E, é claro, temos Nimona, a metamorfa de poderes imensuráveis que causa o caos, muda o jogo e tira a balança de poder do lugar com seu humor e personalidade.

Se estiver procurando uma leitura que pareça ser muito boa mas na verdade seja ainda melhor do que a expectativa, Nimona, de Noelle Stevenson, pode ser exatamente o que você precisa. Além disso, é uma leitura rápida e cativante para crianças e adultos.

Se não for boa, talvez seja um tubarão (tudum-tssss).

Quer continuar navegando no blog? A tripulação ajuda:

Gostou da gente? Siga nosso instagram.