Últimos Posts
cinema category image

O Halloween do Hubie (Netflix) | Crítica

15 outubro 2020 2 Comentários

O Halloween do Hubie (Netflix) | Crítica

Certa vez Adam Sandler disse que caso não ganhasse o Oscar por Joias Brutas ele faria o pior filme de sua carreira. Muito bem, avançamos para outubro de 2020 e de sua parceria com a Netflix surge O Halloween de Hubie, filme este que quase conseguiu fazer com que o ator cumprisse a tal promessa.

Na trama, Hubie Dubois (Adam Sandler) não é uma pessoa querida pelo moradores de Salem, sua cidade natal, sendo sempre alvo de bullying, seja de crianças ou adultos, principalmente em outubro durante o período do Halloween. Por conta de sua paixão pela data, o personagem assume a posição de vigilante, protegendo com afinco os moradores e a festividade, mesmo quando esses não têm nenhuma vontade de serem supervisionados pelo nosso protagonista. Contudo, é por conta desta devoção que Hubie nota eventos estranhos ocorrendo na cidade, seja a chegada de um estranho vizinho, a fuga de um serial killer de um hospital psiquiátrico e o sumiços de certos moradores. Assumindo a responsabilidade para si, Hubie parte em uma noite de investigação para assim salvar a sua cidade e a data de uma ameaça invisível.

Leia também:

Confesso que quando li essa sinopse fiquei até interessada pela produção, pois assim como Hubie ou Adam Sandler, também sou apaixonada pela data. O que torna até justificável o porque do ator querer realizar um filme com tal temática, já que durante duas horas de projeção o vemos proclamar seu amor pelo Halloween. Sendo essa a desculpa perfeita para reunir sua turma de amigos, ir para Salem e gravar um filme sem se preocupar com os resultados. Pelo menos essa foi a sensação que eu tive.

O Halloween do Hubie (Netflix) | Crítica

O Halloween de Hubie é um filme que não irá agradar muitos – eu estou entre essas pessoas – seja por seu roteiro sem pé nem cabeça ou os clichês sem graça. É Adam Sandler fazendo o seu já conhecido humor. Não me entenda mal, eu gosto dele e vários de seus filmes falam muito sobre infância/adolescência (seja Waterboy, A Herança de Mr. Deeds ou Click), tema diga-se de passagem que o ator trabalha bem e que inclusive podemos entender até mesmo como uma própria metáfora neste longa. Sendo Hubie a personificação desse sentimento de que devemos ainda guardar uma certa inocência ou manutenção de uma criança interior diante de uma realidade tão bruta. Uma reflexão válida, mesmo diante de um filme que faz tantas piadas sobre vômitos e outros fluídos.

Contudo, é inegável que o filme é voltado para um nicho, deixando essa intenção bem clara diante das inúmeras referências que a produção faz a antigos longas do ator. Estaria então Adam Sandler querendo criar seu próprio Sandlerverse? Eu diria que tudo é possível, tendo o próprio ator brincado com tal ideia em uma recente entrevista. O fato é que mesmo no meio a tantas homenagens ao gênero terror – principalmente dos anos 80/90, o que de fato é legal –, o filme ainda consegue inserir alguns easter eggs de antigos personagens. Seja trazendo logo na primeira cena o enfermeiro (novamente interpretado por Ben Stiller) de Um Maluco no Golfe ou a menção a família O’Doyle de Billie Madison ao ouvirmos um personagem gritar o meme já pronto “O’Doyle Rules“.

Como disse, Adam Sandler quase cumpriu a promessa, mas este ainda não é o seu pior filme. Em O Halloween do Hubie, ainda é possível ver certos pontos positivos mesmo diante de tanto besteirol.

Ah, não esquece de seguir a gente lá no Instagram: @EuAstronauta. Até a próxima!

2 Comentários

  • Thank you for sharing with us, I conceive this website genuinely stands out : D.

  • Este site é realmente fascinate. Sempre que acesso eu encontro novidades Você também pode acessar o nosso site e descobrir detalhes! Conteúdo exclusivo. Venha saber mais agora! 🙂