Últimos Posts
literatura category image

Página 7, autores nacionais e representatividade

5 março 2020 0 Comentários

Página 7

Ainda que não seja um tema ou um gênero literário, Página 7 se tornou um dos meus termos de busca favoritos para ficções curtas, como contos, novelas e antologias.

O motivo é bem simples: Esta agência literária atualmente reúne um time interessantíssimo de jovens escritores brasileiros.

Representativa, diversa e com temáticas abrangentes, a ficção lançada através da Página 7 nada mais é do que um reflexo dos temas e das responsabilidades que tem se tornado cada vez mais importantes para o público de jovens leitores (ainda que eu não seja exatamente jovem e nem esteja realmente lendo no ritmo de sempre).

Através do kindle unlimited ou por preços módicos, os contos e novelas publicados através da Página 7 podem ser um alívio cômico ou um soco no estômago. A lista abaixo é uma pequena amostra do que o time de autores tem a oferecer:

Todas as Cores do Natal – Antologia de Natal por vários autores.

Todas as Cores do Natal é uma coletânea de contos natalinos escritos por autores LGBTQ+, mas eu recomendo a leitura a qualquer momento do ano. Passando pelo humor super leve e “me identifico” de Vitor Martins e chegando até a ficção emocionalmente carregada de Mareska Cruz, certamente algum conto nesse livro vai pegar você (e te reduzir a um ser humano em posição fetal, seja de rir ou chorar).

Amizades, Cacatuas e outras coisas fora de controle, de Mareska Cruz

Apesar de menos emocional do que o conto da mesma autora em Todas as Cores do Natal, “Amizades, Cacatuas e outras coisas fora de controle” traz tantas coisas importantes que atinge outros marcadores. A novela fala de amizade, e daquela situação que só quem viveu sabe: da separação de amigas e da convivência forçada depois disso. Talvez a parte que mais me tocou seja a ideia tão comumente ignorada de que eu, indivíduo, importo. Como a maioria das pessoas naturalmente introvertidas, muitas vezes me vejo em situações que me tiram a paz para manter a paz externa, do ambiente, e esse livro fala com muito cuidado e assertividade sobre a importância de se entender, se respeitar e, de vez em quando, se impor.

Correio Nada Elegante, de Marina Oliveira

Nesse conto comemorativo de festa junina, Marina Oliveira conta a história de Rie, que foi pega matando aula e, como punição, acaba tendo que trabalhar voluntariamente numa festa junina. Durante a quermesse, passa a receber correios elegantes, e como não poderia deixar de ser, começa uma investigação extenuante e típica de comédias românticas levinhas até descobrir seu admirador secreto.

Reticências, de Solaine Chioro

Joana e Davi começam a trabalhar juntos. Eles já se conhecem, mas não sabem.

Reticências fala de amores virtuais, ambientes tóxicos de trabalho e vivência negra. Ao mesmo tempo, consegue contar uma história que não parece pesada – ainda que, se pararmos para pensar, o peso esteja ali – e focar num romance nascendo, se desenvolvendo e tomando conta, aos poucos, de seus personagens.

E você, conhece algum nicho literário e quer compartilhar? Está apaixonado por um microcosmo ficcional e não consegue parar de procurar por mais obras similares a ele?

Bem-vindo ao clube!

Curtiu? Deixe nos comentários sua opinião e aproveite para seguir nosso Instagram clicando aqui