Últimos Posts
literatura category image

Os Sete Maridos de Evelyn Hugo | Resenha

6 abril 2020 0 Comentários

Os Sete Maridos de Evelyn Hugo

Evelyn Hugo é uma estrela mundialmente famosa dos anos 60 que decide contar toda a sua história para uma jovem jornalista escrever sua biografia. Seus segredos mais misteriosos finalmente serão descobertos em Os Sete Maridos de Evelyn Hugo.

Confesso que li esse livro com uma expectativa relativamente alta – logo eu que sempre fala para vocês caros leitores nunca criar muita expectativa para nada -, o hype estava altíssimo por esse livro e não consegui me controlar. Será que finalmente minhas expectativas foram atendidas?

O livro começa nos apresentando à Monique, uma jovem jornalista que trabalha em uma conceituada revista, porém sem ter algum grande destaque. Por esse motivo, tanto sua chefe quanto ela mesma, não conseguem entender o porquê de Evelyn Hugo tê-la escolhido para essa entrevista que daria uma boa visibilidade para sua carreira.

“Ah, eu sei que o mundo prefere mulheres que não têm noção do próprio poder, mas estou de saco cheio disso.”

Bom, acontece que ao chegar até Evelyn, Monique descobre que sua intenção nunca foi dar somente uma entrevista e sim convidar Monique para escrever sua biografia na qual ela revelará todos os detalhes de sua vida, inclusive o que todo mundo quer saber: porque Evelyn teve tantos maridos.

“ A decepção amorosa é uma perda. O divórcio é um documento.”

Monique não está em uma boa fase na vida, com seu casamento desmoronando e ainda sem se conformar com isso, a cada “conversa” com Evelyn Hugo, vemos Monique amadurecendo e modificando sua maneira de enxergar a vida, se tornando uma mulher forte e determinada tal qual Evelyn impulsiona a ser.

“[…] Quando surge uma oportunidade para mudar sua vida, esteja pronta para fazer o que for preciso. O mundo não dá nada de graça para ninguém, só tira de você.”

Evelyn Hugo soube o que queria desde cedo e não teve medo de correr atrás de seus sonhos. Usou pessoas como degraus e seu corpo como ferramenta. Sofreu muito mas nunca desistiu do que queria. E ela deixa bem claro que se tivesse que fazer tudo de novo, ela faria, pois foram essas ações que a fizeram conquistar tudo que ela sempre quis.

Leia também:

“As pessoas acham que intimidade tem a ver com sexo. Mas intimidade tem a ver mesmo é com a verdade. Quando a pessoa percebe que pode contar a verdade para alguém, que pode se abrir, que pode desabafar totalmente e receber como resposta:”Comigo essas coisas estão a salvo”. Isso é intimidade.”

Taylor Jenkins conseguiu de fato criar uma personagem forte e fascinante, que nos envolve a cada página do livro. Quanto mais sabemos da vida de Evelyn, mais queremos saber e assim o livro vai nos engolindo de uma forma que fica difícil soltar até descobrir tudo! Terminei o livro na esperança de realmente ter existido uma Evelyn Hugo, porque a escrita foi tão envolvente que chegava a ser real. É realmente impressionante! Minha expectativa finalmente foi atendida, amém Evelyn Hugo.

Curtiu? Deixe nos comentários sua opinião e aproveite para seguir nosso Instagram clicando aqui 

Leia esses posts também