Últimos Posts
cinema category image

Crítica | A Viúva das Sombras

25 fevereiro 2021 0 Comentários

A Viúva das Sombras filme

O Exorcismo de Emily Rose, Annabelle e Psicose. O que esses filmes de terror têm em comum? Todos são baseados em fatos reais, e o mais novo trabalho do diretor Ivan Minin não podia ser diferente, A Viúva das Sombras nos promete ser assustadora.

O filme retrata um grupo de resgates em São Petersburgo, na Rússia, onde recebem um chamado para procurar um garoto desaparecido na densa floresta regional. Por mais que pareça apenas um um resgate comum, o que faz de peculiar nessa história é a floresta ter um longo histórico de mais de 300 pessoas desaparecidas lá e quando eram encontradas, todas estavam nuas. A primeira coisa que passou na minha cabeça, “Se a polícia local já sabia desses desaparecimentos, porque não interditaram o local? Ou fizessem uma busca com o exército, talvez?”, é aquele clássico clichê em filmes dessa categoria, onde os protagonistas são totais desprovidos de inteligência. O “diferencial” do longa é tratar como se fosse um documentário, como o gênero Found Footage. Jovens numa floresta, com câmeras, um cachorro, alguém desaparecido, sinais de magia negra, não lembra algo? Sim, A Bruxa de Blair

Leia também:

Mas ao contrário de A Bruxa de Blair, A Viúva das Sombras é baseada numa famosa lenda russa e/ou fatos reais. O que torna para os moradores de São Petersburgo algo bem mais assustador do que para nós, brasileiros. Quando o grupo de resgate e uma jornalista em ascensão se deparam com o primeiro indício de algo sobrenatural, o líder do bando, Ilya, já reconhece que há uma entidade maligna na área.

A Viúva das Sombras filme

Como eu sempre digo aos meus amigos, não existe filme de terror no Brasil porque nós estamos preparados para qualquer situação paranormal. Escutamos um barulho suspeito? Já soltamos a reza inteira do terço, cantando com toda força dos pulmões. O brasileiro pode até não ser cristão, mas vai proferir versos protetores a entidades malignas em qualquer religião ou língua que souber. 

O maior pecado do longa não é nem ser uma história repetitiva para os telespectadores e sim, submeter todo o suspense e terror na trilha sonora e ocasiões óbvias. Para um bom entendedor de filmes de Found Footage, meia cena já basta. É previsível os jumpscare e mais uma vez citando A Bruxa de Blair, para quem já jogou e/ou assistiu, sabe conduzir mentalmente o roteiro do filme. Para mim, o que difere dos dois filmes são apenas as falas e os personagens, o restante é praticamente igual. Não senti um horror que fizesse minha espinha congelar, para mim era como se fosse um outro filme qualquer. 

Dizer que o filme não me amedronta não é sinônimo do longa ser ruim, mas não posso afirmar com toda certeza que é um trabalho excepcional. A Viúva das Sombras conseguiu transmitir o ambiente de suspense e nos deixar desesperados (principalmente sobre o fim do cachorro).

Gostou? Siga a gente no Instagram.

Deixe seu comentário

You must be logged in to post a comment.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.