Últimos Posts
musica category image

Rewiew | Montero, o primeiro álbum de Lil Nas X

21 setembro 2021 0 Comentários

Lil-Nas-X-MonteroO esperado primeiro álbum do fenômeno Lil Nas X finalmente chegou e nós  do Eu, Astronauta escutamos e daremos nossa impressão! Eu confesso que sou fã do Lil desde que ele despontou com a música “Old Town Road”, lançada em 2018 de forma independente que viralizou através do TikTok, com isso, o promissor cantor assinou com a Columbia Records e fez um remix produzida por YoungKio e conta com a sample do instrumental de “34 Ghost IV” da banda Nine Inch Nails que recebeu os créditos de produção e da letra.

A canção com quem Lil compartilha com Billy Ray Cyrus, mistura hip-hop/rap com country norte americano numa pegada viciante que chegou a subir todos os charts possíveis chegando ao topo do famoso HOT 100 da Billboard.

Desde então, Lil Nas X que tem apenas 22 anos, virou a sensação do hip-hop norte americano. O cantor assumidamente gay, lançou o ep “7” em junho de 2019 conseguindo manter o sucesso do seu primeiro single, trazendo novos sucessos como “Panini” e “Rodeo”, que tem participação marcante de uma das rainhas do rap atual Cardi B. Desde então a expectativa era quando o cantor iria lançar seu primeiro álbum.

Eis que depois de muita espera, “Montero” (Lil se chama na verdade Montero Lamar Hill) foi lançado no último dia 17 de setembro. Um álbum que vem tornando forma desde o primeiro single “Montero (Call Me By Your Name)”, onde vemos um Lil Nas X mais a vontade com a própria sexualidade e mais a vontade consigo mesmo, mais assumido e mostrando uma força no hip-hop e no rap norte americano. O cenário foi tão favorável com esse single assumindo topo do HOT 100 da Billboard, que ajudou a consagrar balada “Sun Goes Down” e a recente “Industry Baby”, outro single bem sucedido com quem Lil compartilha os vocais com o cantor Jack Harlow.

Este último single que trouxe um clipe musical numa prisão com Lil dançando com vários figurantes gays, fez parte de uma campanha beneficente para arrecadar fundos para pessoas negras presas injustamente pelo sistema dos EUA. Lil mostra aqui que não só tem talento para música, mas também consciência social, além de desafiar os conservadores com um clipe que é pura ousadia numa faixa simplesmente hipnotizante e chiclete.

Aproveitando sua apresentação explosiva no VMA e o impacto visual que casou no Met Gala nesta última semana, temos aqui a tempestade perfeita para Lil lançar seu tão esperado álbum. “Montero” chega carregado de significado e a celebração de um garoto negro gay que com menos de 25 anos já conquistou muita coisa, incluindo Grammys, chegando a um patamar de sucesso que nem mesmo ele esperava. Desta forma os singles deste álbum contam uma história e ela tem nome e sobrenome, Montero Lamar Hill.

Lil Nas X no Met Gala

Lil Nas X no Met Gala

O rapper Lil Nas X se mostra ousado, vulnerável, sensível em diversos momentos do seu novo álbum que possui 15 faixas, incluindo os singles já lançados. A porta de entrada aqui são as faixas “Montero (Call Me By Your Name)” e a forte “Dead Right Now”, esta segunda inclusive ele fala da relação com a mãe numa música que possui acordes fenomenais amparados por um coral, além de uma letra bastante profunda.

Em “Industry Baby”, faixa inclusive que tem entre os compositores Kanye West, vemos como Lil Nas X está preparado para o estrelato, consolidado nas faixas seguintes onde ele se mostra decidido sobre o tipo de música que quer cantar exemplificado em “That’s What I Want”, “The Art of Realization” e a excelente “Scoop” com quem faz dupla com a rapper do momento Doja Cat.

Mesmo quando tem canções solo, Lil Nas X se mostra maduro e capaz de trazer momentos de pura reflexão como nas faixas “Lost In The Citadel”, “Tales of Dominica”, a já citada “Sun Goes Down”, “Life After Salem” e a boa “Void”.

lilnasx

O bacana de “Montero”, é que o álbum consegue surpreender em diversos momentos, com faixas que são puro hip-hop e rap, com uma pegada moderna, mas que ecoa em canções do passado também, mas Lil abre espaço para baladas como “One of Me” cantando com ninguém menos do que Elton John, além da magnífica “Am I Dreaming” cantando com outro membro da família Cyrus, desta vez Miley, mostrando que a voz de Lil combina com todas as participações que escolheu para compor seu álbum, essa dupla soa tão angelical e certa que vai ser difícil você não colocar a faixa na repetição.

Leia também:

O álbum no geral é bastante coerente, indo dos receios do cantor, das suas lutas diárias, a chegada da fama e o senso de realização, com faixas muito bem produzidas, com músicas em sua maioria agradáveis, com melodias que soam diferentes, inserindo uma vibe alternativa que por muitos momentos flertam com o pop moderno, ainda que seja classificado como hip-hop e rap.

A espera no final das contas valeu a pena, e Lil Nas X consegue aqui se consolidar como um dos artistas mais completos da atualidade trazendo um exemplar que é de longe um dos melhores do ano, isso fica provado em “Dolla Sign Slime” com Megan Thee Stallion, a melhor faixa do álbum na minha opinião, mostrando que Lil Nas X veio para ficar, com um cenário promissor para indústria da música internacional.

Meu top 6:
1 – Dolla Sign Slime
2 – Industry Baby
3 – Dead Right Now
4 – Am I Dreaming
5 – Tales of Dominica
6 – Scoop

E aí, já escutou Montero? Me contem nos comentários se gostou do álbum e qual é a sua faixa favorita?

Para mais dicas, siga a gente lá no Instagram!

Deixe seu comentário

You must be logged in to post a comment.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.